Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil

sexta-feira, 26 de março de 2010

Ler é preciso!!!

Olá, queridos!!!

No Papo de Mãe desta semana o assunto é leitura e literatura infanto-juvenil. 
Quem assistiu ao programa nesta última quinta, acompanhou um papo descontraído e alto astral sobre a importância de estimular desde muito cedo a leitura na vida das crianças, e o papel dos pais nesta iniciação.
O hábito da leitura não só é muito saudável porque estimula a concentração, a criatividade, o desenvolvimento mental e a linguagem, mas também porque acaba sendo prazeroso. E, felizmente, foi isso que pudemos perceber em cada depoimento de cada um de nossos entrevistados.

Além da a presença da contadora de histórias Kelly Orasi, dos escritores Audálio Dantas, Ciça, Eliana Sá e das nossas queridas mamães e seus super filhotes, pudemos contar com a presença da diretora do INSTITUTO ECOFUTURO, Cristina Fontelles,  também responsável pelo programa LER É PRECISO.

O Instituto Ecofuturo é uma organização não governamental, criada em 1999, que tem como missão gerar e difundir conhecimento e práticas que contribuam para a construção coletiva de uma cultura de sustentabilidade junto a indivíduos e grupos sociais. Para o instituto, a educação e a cultura são instrumentos indispensáveis para que as pessoas sejam capazes de compreender, criticar e melhorar a vida. Foi com este intuito que foi criado o programa LER É PRECISO, que hoje já conta com 85 bibliotecas comunitárias implantadas em onze estados (Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo), atendendo um público médio de 42.500 usuários por mês. O programa conta ainda com outros projetos como concursos de redação, prêmios de educação sobre sustentabilidade, dentre outros. Para quem quiser saber mais a respeito, basta acessar o site http://www.ecofuturo.org.br/.

---

Um comentário:

Lilian disse...

Achei muito interessante a matéria sobre leitura e literatura infanto-juvenil, porém o que não vi abordado foi a importância de ter profissionais qualificados nas bibliotecas. Não basta criar bibliotecas comunitárias, sem ter uma pessoa habilitada.
Esse profissional qualificado deve possuir graduação em Biblioteconomia.

O Bibliotecário possui formação inter e multidisciplinar lhe permite atuar nos mais variados ambientes e instituições, a saber: bibliotecas escolares, públicas, universitárias, especiais, digitais, centros de documentação e informação, centros culturais, empresas públicas e privadas, institutos de pesquisa, arquivos, museus, editoras, redes de TV etc. Enfim, seja qual for o ambiente organizacional, o profissional bibliotecário contribuirá, de forma indispensável, para com o aprimoramento dos processos organizacionais por meio da gestão da informação e do conhecimento.

É um importante mediador da informação. Não exerce apenas a função de empréstimos de livros(como é visto por grande parte da população), exerce principalmente a função de disseminar a informação para qualquer usuário.