Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil

quinta-feira, 31 de março de 2011

Neste domingo o nosso papo é sobre autismo!

Você sabia que dia 02 de abril é considerado o Dia Mundial da Conscientização do Autismo? E que abril foi escolhido pela ONU como o mês do autismo no planeta? 
O autismo é um dos mais intrigantes transtornos do desenvolvimento humano. Não é uma doença única, mas sim diversas delas, que têm em comum a dificuldade no contato social e um comportamento repetitivo.
E para atender aos pedidos de inúmeros pais que escreveram para a nossa produção pedindo que a gente fizesse um programa sobre este assunto - cada vez mais comentado e que gera tanta dúvida e angústia -, o Papo de Mãe deste domingo vai falar sobre AUTISMO.
Para ajudar no esclarecimento de dúvidas, Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem mães de filhos com diferentes graus de autismo e especialistas, entre eles o Dr. Estevão Vadasz, psiquiatra coordenador do Ambulatório de Autismo do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, a Dra. Renata Flores, defensora pública que atua na defesa dos direitos dos autistas, Priscila Spiandorello, nutricionista funcional, e Paiva Júnior, editor da primeira revista brasileira sobre autismo.
Na reportagem de Rosângela Santos, você vai conhecer ainda o trabalho da AMA – Associação de Amigos do Autista. Tem ainda a “vez do pai”com Davi de Almeida.
Após o programa, até às 21 horas, converse com a gente pelo chat aqui no blog. E, durante a semana, acompanhe as nossas postagens sobre o tema. Siga o programa pelo Twitter (@papodemae), pelo Facebook e pelo Orkut. Assine o nosso Feed para receber as nossas atualizações e torne-se nosso seguidor. E para entrar em contato com a nossa equipe escreva para papodemae@papodemae.com.br.
Papo de Mãe é um programa imperdível para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço. Neste domingo, 03/04, às 7 da noite, na Tv Brasil.

DICA DE HOJE
Conheça o site da Revista Crescer. Na semana que vem, nas bancas, uma matéria muito interessante sobre autismo. Fique ligado! Acesse http://revistacrescer.globo.com/










quarta-feira, 30 de março de 2011

ESCOTISMO - um exemplo de CIDADANIA

Oi, pessoal!
Estamos de volta para falar um pouquinho mais sobre o tema da semana que é CIDADANIA.
Quem acompanhou o programa, conheceu um pouco sobre o ESCOTISMO na reportagem  que Rosângela Santos fez com exclusividade para o Papo de Mãe.
Tem muita gente que já ouviu falar, mas sabe muito pouco sobre qual é o objetivo do movimento escoteiro. Na verdade, a missão do escotismo nada mais é do que contribuir para a educação do jovem, baseando-se em um sistema de valores (Promessa e Lei Escoteira), cujo objetivo é ajudar a construir um mundo melhor, onde se valorize a realização individual e a participação construtiva em sociedade.
Trata-se de um movimento muito interessante, que envolve toda a família e que ajuda a ensinar aos jovens valores que eles levarão para toda a vida. Além disto, quem participa do movimento normalmente adora! Para vocês terem uma idéia, leiam a seguir o relato que o jovem Felipe Chapchap escreveu especialmente para o nosso programa, contando sobre como o escotismo fez diferença em sua vida. Obrigada, Felipe, e parabéns!!!
“Entrei no Grupo Escoteiro Bacury quando tinha nove anos. Comecei no ramo "lobinho", que é para jovens entre 6,5 e 10 anos de idade. Dois anos depois, passei para o ramo escoteiro, até que tive que me afastar do movimento por alguns anos pelo fato de ir morar fora do Brasil. Mas mesmo afastado, não perdi o contato com os amigos que então fiz no Bacury. E sempre que tinha a oportunidade, eu visitava o grupo. Quando retornei ao Brasil, não pensei duas vezes em voltar a participar do Bacury. Mas agora eu regressava como adulto voluntário e passaria a lidar diretamente com os jovens do grupo.
Eu me considero privilegiado pela oportunidade de fazer parte do movimento escoteiro, assim como considero os jovens que também participam privilegiados. Nos dias de hoje, a juventude, na sua grande maioria, perde horas na frente da TV, com a internet e jogando videogames. No movimento escoteiro, o jovem tem a oportunidade de realizar atividades diferentes ao ar livre, aprender fazendo com atividades progressivas, atraentes e divertidas, e com isso aprende a exercer a cidadania.
Um grande diferencial no movimento escoteiro é que os jovens, assim como os adultos voluntários, estão lá por opção própria, pois ninguém é obrigado a frequentar o grupo escoteiro. Mas para que o jovem consiga atingir os objetivos do movimento é necessário o envolvimento da família. Então, sempre falamos que não é o jovem que adere ao movimento e sim a família. A família é o principal pilar de uma sociedade. Mas sem que esta conscientização ocorra dentro dela, instituições como escolas e grupos escoteiros não terão a menor eficácia". Por Felipe Chapchap
Para saber mais sobre o movimento escotista acesse: http://www.escoteiros.org.br/
***
DICA DE HOJE
Programação Cinematerna
Em São Paulo, CineMaterna passa a ter programação regular em três dias da semana
SÃO PAULO
04/04, Segunda, Sem limites - CineMaterna na Cinemark do Iguatemi - Horário: 14h - Preço: R$18 (inteira) e R$ 9 (meia).
05/04, Terça, VIPs - CineMaterna no Frei Caneca Unibanco Arteplex - Horário: 14h - Preço: R$ 16 (inteira), R$ 8 (meia). Shopping Frei Caneca, sala 6, Rua Frei Caneca 569
07/04, Quinta, Sexo sem compromisso - CineMaterna na Cinemark Market Place - Horário: 14h. Preço: R$ 15 (inteira), R$ 7,50 (meia).  Shopping Market Place, sala 5, Av Dr Chucri Zaidan 902.
PRÉ-ESTRÉIA
09/04, Sábado, Babies - CineMaterna no Frei Caneca Unibanco Arteplex - Horário: 11h - Preço: R$ 26 (inteira), R$ 13 (meia). Shopping Frei Caneca, sala 2, Rua Frei Caneca 569.
RIO DE JANEIRO
07/04, Quinta, VIPs - CineMaterna no Unibanco Arteplex Botafogo - Horário: 14h - Preço: R$ 16 (inteira), R$ 8 (meia) - Unibanco Arteplex Botafogo, sala 2, Praia de Botafogo 316.
PRÉ-ESTRÉIA
09/04, Sábado, Babies - CineMaterna no Unibanco Arteplex Botafogo - Horário: 11h- Preço: R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia). Local: Unibanco Arteplex Botafogo, sala x, Praia de Botafogo 316.
Saiba mais sobre o Cinematerna: http://www.cinematerna.org.br/

terça-feira, 29 de março de 2011

Cidadania - direitos e deveres

Para viver em sociedade é preciso que haja, antes de tudo, respeito entre as pessoas. Não é à toa que os chamados valores universais são os pilares para a convivência entre cidadãos de todo o mundo.
De acordo com o primeiro artigo da Declaração Universal dos Direitos Humanos, “todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos”. Portanto, não importa a nacionalidade, raça, crença ou classe social, todos somos iguais perante à lei. Da mesma forma, somos todos portadores de direitos e deveres, sendo um de nossos deveres justamente o de conhecer e fazer valer nossos direitos.
Como pais e educadores, temos a obrigação de ensinar nossas crianças a se tornarem cidadãos conscientes e responsáveis.  E a melhor forma de ensinar é dando o exemplo. Portanto, não adianta só dizer que mentir, brigar, desrespeitar leis, jogar sujeira nas ruas e desperdiçar água é “feio”. É preciso dar o exemplo, afinal somos os responsáveis pelos adultos de amanhã! 
A seguir vocês conferem uma série de sites bacanas sobre cidadania, que foram citados durante o programa e contêm bastante material sobre o assunto.
***
DICA DE HOJE

Acessa São Paulo: mais de 100 vagas para cursos gratuitos em abril
Programa de inclusão digital do Governo de SP abre inscrições para oficinas de informática e fotografia no posto do Parque da Juventude, zona norte da capital
Na próxima semana, entre os dias 4 e 8 de abril, o Acessa SP recebe inscrições para mais um ciclo do Metaprojeto - oficinas gratuitas do posto do Parque da Juventude, na zona norte da capital. Em abril, serão sete diferentes temas, com mais de 100 vagas disponíveis: Informática Básica, Montagem e Manutenção de Micros; Modelagem 3D; Fotografia Digital com Máquinas Simples; Introdução ao Software Livre; Mangá com Software Livre e Lab Livre.
As aulas serão ministradas pelos oficineiros do Acessa SP entre os dias 11 e 29 de abril. Os interessados devem se inscrever pessoalmente no Acessa SP do Parque da Juventude, na Av. Cruzeiro do Sul, 2.630, 1º andar, ao lado da estação Carandiru do Metrô, das 9 às 18 horas. É necessário apresentar o RG no ato da matrícula.

segunda-feira, 28 de março de 2011

CIDADANIA: 10 mandamentos do cidadão consciente e atuante

Olá, pessoal!
No programa de ontem, batemos um papo sobre a importância da cidadania.
A seguir, confiram os 10 mandamentos do cidadão consciente seguido dos 10 compromissos do cidadão atuante.

Os 10 Mandamentos do Cidadão Consciente
Prometo cumprir e fazer cumprir
1 - Combater a violência da injustiça, fazendo valer meus direitos constitucionais e denunciando a pior violência, que é a omissão dos governantes em assegurar condições legais para o efetivo cumprimento das leis, favorecendo a impunidade que estimula o mau exemplo da prática generalizada de delitos. A cada direito violado corresponde uma ação que posso e devo empreender para obrigar o estado a fazer justiça.
2 - Resolver meus problemas e os da minha comunidade formando e participando de associações civis de moradores, de preservação do meio ambiente e de amigos do patrimônio cultural, de proteção às pessoas, minorias e deficientes, bem como de associações de eleitores, consumidores, usuários de serviços e contribuintes, sempre visando travar uma luta coletiva como forma mais eficaz de exigir dos governantes o cumprimento de seus deveres para com a coletividade.
3 - Participar da vida política da minha comunidade e do meu país, votando e fiscalizando candidatos e partidos comprometidos com o interesse público, a ética na política, a redução das desigualdades sociais e regionais, a eliminação do clientelismo e corporativismo, a reforma do sistema eleitoral e partidário para tornar o voto um direito de cidadania e compatibilizar a democracia representativa tradicional com os modernos mecanismos de democracia direta e participativa.
4 - Lutar contra toda sorte de violência e manifestação de preconceito contra os direitos culturais e de identidade étnica do povo brasileiro. Sobretudo da parte de elites colonizadas que pregam e incentivam, sobre qualquer forma que seja, o sentimento de inferioridade e a baixa auto-estima de nosso povo.
5 - Buscar soluções coletivas para combater toda forma de violência, apoiando aqueles que procuram meios eficientes de assegurar a segurança pública sem desrespeitar os direitos humanos fundamentais, como a garantia à vida, à liberdade individual e de expressão, à igualdade, à dignidade, à segurança e à propriedade.
6 - Combater toda forma de discriminação de origem, raça, sexo, cor, idade, especialmente os preconceitos contra mulheres, negros, homossexuais, deficientes físicos e pobres, apoiando entidades não governamentais que lutam pelos direitos de cidadania dos discriminados.
7 - Respeitar os direitos da criança, do adolescente e do idoso, denunciando aos órgãos públicos competentes e entidades não governamentais toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.
8 - Lutar pela concretização de uma ordem econômica democrática e justa, exigindo a aplicação dos princípios universais da liberdade de iniciativa, do respeito aos contratos, da propriedade, da livre concorrência contra monopólios e cartéis, da defesa do consumidor por meio do cumprimento do Código de Defesa do Consumidor, e da proteção ao meio ambiente, acionando o Ministério Público toda vez que tais princípios forem violados.
9 - Pautar a liberdade pela justiça, cumprindo e fazendo cumprir os códigos civis coletivos e servindo de exemplo de conduta pacífica, cobrando a cooperação de todos.
10 - Fiscalizar as execuções orçamentárias e combater a sonegação de impostos, através de uma reforma tributária que permita exigir sempre a nota fiscal de todos os produtos e serviços, pesquisando preços para não pagar mais caro, e fortalecendo as associações de contribuintes e de defesa de consumidores, bem como apoiando e participando de iniciativas que lutam pela transparência na elaboração e aplicação do orçamento público.
Os 10 Compromissos do Cidadão Atuante
1 - Não basta ao cidadão atuante se recusar a subornar um agente da lei. Tem de denunciar na corregedoria policial para que este mal não se prolifere
2 - Não basta exigir notas fiscais. Tem de colaborar com o combate a pirataria e ao contrabando denunciando lotes de mercadorias suspeitas à polícia federal.
3 - Não basta não consumir drogas. Tem de denunciar os pontos e os agentes do tráfico que aliciam menores para o consumo.
4 - Não basta não negociar ou fazer vista grossa a enriquecidos ilícitos e repentinos. Tem de denunciar aos órgãos de combate aos crimes financeiros do Ministério da Justiça.
5 - Não basta não dar esmolas. Tem de controlar a boa aplicação dos orçamentos públicos da educação e da assistência social dos governos federal, estadual e municipal.
6 - Não basta não jogar lixo nas ruas. Tem de constranger quem joga e propor a implantação de coletas seletivas e de reciclagem em seu condomínio.
7 - Não basta se recusar a comprar ingressos de cambistas. Tem de denunciar a conivência de bilheteiros com cambistas para os administradores culturais.
8 - Não basta conduzir seu veículo dentro das regras do trânsito. Tem de colaborar com os agentes de trânsito e constranger os que assim não o fazem.
9 - Não basta não corromper fiscais. Tem de denunciar ao Ministério Público e à mídia que é a única maneira de se livrar em definitivo da chantagem dos mesmos.
10 - Não basta não votar e divulgar os nomes dos políticos que traíram a sua confiança, mas ajudar todos aqueles que foram enganados a exercer maior controle sobre os mandatos e o desempenho de todos os políticos.
Fonte: A Voz do Cidadão - instituto que tem como objetivo incentivar e difundir a cultura de cidadania, a consciência e o exercício dos direitos e deveres civis coletivos. Para tal, serve como porta-voz de grupos de cidadãos conscientes e que desejam fazer valer suas justas reivindicações, exercer o controle social sobre a administração pública e constranger toda sorte de transgressões legais admitidas pela sociedade brasileira, principalmente em face da mídia e do aparelho judiciário. Vide http://www.vozdocidadao.com.br/.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Papo sobre cidadania

Quando falamos em cidadania é sempre bom lembrar que, além de direitos, também temos deveres. E como pais conscientes temos o dever de passar estes conceitos para nossos filhos desde muito cedo. Com isto, a criança desenvolve valores e aprende, entre outras coisas, a reivindicar o que é certo e a importância do respeito aos direitos próximo.
Para bater um papo sobre cidadania, Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem convidados, entre eles a professora e diretora da Faculdade de Educação da USP, Sônia Penin, o fundador do portal Urbanias, Ricardo Joseph, além de Rafael Morais de Souza, membro do Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania da Defensoria Pública de SP. Tem ainda reportagens de Rosângela Santos, Mariana Verdelho, Pedrinho Tonelada e Davi de Almeida.
Após o programa, até às 21 horas, converse com a gente pelo chat aqui no blog. E, durante a semana, acompanhe as nossas postagens sobre o tema. Siga o programa pelo Twitter (@papodemae), pelo Facebook e pelo Orkut. Assine o nosso Feed para receber as nossas atualizações e torne-se nosso seguidor. E para entrar em contato com a nossa equipe escreva para papodemae@papodemae.com.br.

Papo de Mãe é um programa imperdível para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço. Neste domingo, 27/03, às 7 da noite, na Tv Brasil.









quinta-feira, 24 de março de 2011

S.O.S. PAPO DE MÃE

QUEM PERGUNTA: a telespectadora Alvamaria
"Mesmo tendo cuidado com os dentes do meu filho desde quando era bebê, hoje com dez anos, ele apresenta manchas brancas nos dentes, principalmente, os frontais. Quando bebê, limpava a gengiva com gaze e água filtrada, o levava a dentista periodicamente de seis em seis meses, porém o mesmo apresenta este problema. Há como eliminar estas manchas?"
QUEM RESPONDE: Dr. Christian Wehba, dentista com especialização em Periodontia e formação em Implantodontia. Participou como especialista convidado no Programa Papo de Mãe sobre “saúde bucal” exibido em 20.03.2011
"Cara Alvamaria, essas manchas, se bem cuidadas podem melhorar um pouco e devem receber fluor constantemente. Existe uma técnica de remoção de manchas que podemos usar mas nem sempre temos a remoção completa da mancha. Encontro-me a disposição."
***
QUEM PERGUNTA: a telespectadora Dani.
"Olá, sou mãe da Maria Eduarda e sempre que dá assisto o programa, adorooooo d+!!!!!! Já mandei uma dúvida minha sobre a hora de tirar as fraldas, foram ótimas todas as dicas (...) Agora estou com outra dúvida cruel... Tudo começou há mais ou menos um ano, quando a levei ela a um médico otorrinolaringologista, ele disse que minha filha tinha refluxo e receitou tratamento. Comecei a dar, mas com uma semana deu uma urticária cutânea. Li a bula e lá dizia que o mesmo poderia provocar a mesma, interrompi o uso e não voltei ao mesmo médico. Levei a outro, que mudou um pouco o tratamento, demorou um pouco mais a alergia voltou. Não lembrávamos da alergia anterior e continuamos o tratamento. Mas só foi piorando. Em outra ocasião, receitaram um antialérgico para ela e disseram que era para evitar chocolate, carne de porco, amendoim e corantes. Então lembramos da alergia ao remédio para refluxo e cortamos. Levamos ao PS e diagnosticaram sinusite. Aí entrei no site e vi que o programa de domingo foi sobre doenças respiratórias. Ela tem secreção no nariz (já levamos em um alergista, não foi diagnosticado alergia, mas o que ele passou foi uma mistura para pingar no nariz), tosse e chiado no peito. O que faço???? Obrigada desde já."
QUEM RESPONDE: Dr. Fábio Pinna, médico otorrinolaringologista. Participou como especialista convidado no Papo de Mãe sobre “problemas respiratórios”, exibido em 13.03.2011.
"Prezada Dani, fico muito contente que tenha gostado do programa e desde já torço para a recuperação da Maria Eduarda. Após ler atentamente o seu e-mail, fica claro que a sua criança tem uma doença crônica do nariz e talvez dos seios paranasais. O mais importante é saber a causa disso. Na infância, as principais causas são rinite e hiperplasia adenoideana. Ainda não existe uma clara definição acerca do papel do refluxo na gênese de doenças inflamatórias do nariz. Recomendo fortemente que a sua filha passe em consulta com um otorrinolaringologista e faça um exame chamado nasofibrolaringoscopia para ver internamente o nariz e a garganta. Também seria válido que ela fizesse algumas provas alérgicas. O uso dessas misturas pode ser muito útil mesmo. No entanto, elas só podem ser usadas em casos extremos e por no máximo 5 dias. Não posso passar um tratamento por e-mail, pois a consulta médica com esses exames tem um caráter insubstituível e eu estaria correndo um risco enorme de aconselhar um tratamento errôneo. Um anamnese detalhada, associada a exame físico completo, junto com propedêutica armada são cruciais na prática médica".
***
QUEM PERGUNTA: a telespectadora Rosilaine
"Gostaria de saber mais sobre alergia ao leite de vaca. Tenho uma bebê de 4,5 meses e faz um mês começou a aparecer sangue nas fezes dela. Procuramos uma gastropediatra e descobrimos que ela tem alergia ao leite de vaca. Não foi feito exame pra confirmar, a médica pediu para eu fazer dieta do leite até ela completar 6 meses, pois amamento no peito. Se passaram uns 15 dias e ainda não tinha desaparecido por completo o sangue das fezes. Então comecei a fazer dieta também da soja faz uns 5 dias. Agora, só de vez em quando sai bem pouco de sangue. Gostaria de saber após os 6 meses, qual o leite mais indicado? E se os sintomas são mesmo de alergia ao leite de vaca e soja? Uma vez que la mama bem, dorme bem, está se desenvolvendo bem. Somente o sangue nas fezes é que apareceu. Costuma ser assim demorado para desaparecer?"
QUEM RESPONDE: Dra. Sylvia Failache de Oliveira, pediatra alergologista e imunologista. Participou como especialista convidada do programa Papo de Mãe sobre "doenças respiratórias", exibido em 13.03.2011.
"Alergia a leite de vaca não é um diagnóstico fácil de se fazer, pois os mecanismos pelos quais a reação alérgica acontece, às vezes, não é medido através de exames simples de laboratórios e testes cutâneos(pele). Muitas vezes, precisamos de exames mais invasivos como biópsia de intestino, mas isso é muito complicado para pedir em criança pequena. Então, quando há a suspeita, a orientação é de suspender a proteína de leite de vaca na dieta da criança e se ela estiver em aleitamento, suspende-se o leite de vaca da mãe (pois passa através do leite materno). A dieta deve ser seguida por 4-6 semanas. O alimento substituto é uma fórmula extensamente hidrolisada (Ex: neocate). Não se deve iniciar a substituição com a soja em crianças abaixo de seis meses, pois em 40% dos casos a criança também pode fazer reação a proteína da soja. Os resultados após a retirada da proteína da vaca aparecem após 48-72horas, é bem rápida a recuperação! Se a evacuação com sangue ainda persiste, a criança necessita de reavaliação. Existe um site muito interessante sobre o assunto:www.alergiaaoleitedevaca.com.br. Espero ter ajudado".
***
PITACO DE MÃE - por Clarissa Meyer
Gente, na segunda-feira (21/3) tive o privilégio de representar a equipe Papo de Mãe na estreia do Cinematerna no Shopping Iguatemi em São Paulo. Conheci as meninas idealizadoras do projeto e muita gente bacana que está completamente envolvida e comprometida com este universo fantástico que é maternidade e família. É realmente muito bacana ver projetos assim dando certo! Para quem tem bebê de até 18 meses e ainda não sabe como funciona o Cinematerna, vale dar uma conferida no site www.cinematerna.org.br. Super recomendo! Obrigada pelo carinho, meninas! Beijos e sucesso sempre!!!

quarta-feira, 23 de março de 2011

Saúde bucal em gestantes

Problemas bucais em gestantes podem resultar em parto prematuro
Questões hormonais e higiene inadequada nos dentes são alguns fatores
*Por Christian Wehba
De todas as fases da vida da mulher, a gestação é a mais delicada e a que exige cuidados mais específicos. Embora pouco mencionada, a higiene bucal também merece uma atenção das futuras mamães. Pesquisadores descobriram recentemente que a periodontite - inflamação dos tecidos ao redor dos dentes - pode ser causa de parto prematuro e dobra o risco dos bebês estarem abaixo do peso. Para se ter uma idéia, o risco é de 2,18 vezes.
Boa parte das futuras mamães tem aumento da sensibilidade dental e da quantidade de cáries, bem como as gengivas ficam mais sensíveis e desprotegidas em decorrência das alterações hormonais que ocorrem neste período. O aumento no consumo de alimentos, especialmente doces e carboidratos, são agravantes do quadro.
Isso quer dizer que as gestantes podem - e devem - receber o tratamento odontológico, especialmente o preventivo. O recomendado é fazer limpezas profissionais, orientações de higiene oral e de dieta alimentar, aplicações de flúor e clorexidine, para a manutenção da saúde bucal durante a gravidez.
Outros tipos de tratamento devem ser adiados até o nascimento do bebê. Mas emergências podem ocorrer. Nestes casos, se a gestante sentir algum tipo de desconforto ou dor, é preciso um tratamento paliativo, para conter estes sintomas, observando-se alguns pontos importantes:
A gestante pode receber tratamento em qualquer época, de preferência no 2º trimestre da gestação, quando o feto está com a saúde mais estável;
Radiografias devem ser evitadas, se possível, nos 3 primeiros meses, cabendo apenas em situações de extrema necessidade;
O dentista e o médico devem atuar em conjunto, para determinar, por exemplo, que tipo de medicação e de anestésico é o mais indicado em cada caso;
Consultas devem ser rápidas e em ambientes tranqüilos.
Dicas para ter uma ótima saúde bucal durante a gravidez:
1. Escove os dentes após as refeições e use o fio dental, pelo menos uma vez ao dia, mesmo que exista um acentuado sangramento da gengiva;
2. Invista em uma alimentação balanceada, rica em vitaminas, principalmente A, C e D, minerais, como cálcio e fosfato, e em proteínas;
3. Evite beliscar entre as refeições, principalmente alimentos ricos em açúcar e carboidratos;
4. Faça visitas regulares ao dentista.
* Dr.Christian Wehba é dentista com especialização em Periodontia e formação em Implantodontia. Participou como especialista convidado no Programa Papo de Mãe sobre “saúde bucal” exibido em 20.03.2011. Para entrar em contato com o Dr. Christian acesse: www.wehbaodonto.com.br
Fonte: http://www.minhavida.com.br/especialistas/152-Christian-Wehba.htm
 ***
DICA DE HOJE
SL Mandic alerta para riscos de clareamento dental com produtos de uso caseiro
Utilização de materiais sem a orientação de um dentista pode não atingir o resultado esperado e, nos piores casos, causar danos à estrutura dental
Sabe aquela história de que quando a esmola é demais, o santo desconfia? Na busca por dentes mais brancos, a escolha por soluções rápidas e caseiras pode causar mais frustração do que melhorar a estética e, consequentemente, a autoestima. Segundo a professora Roberta Tarkany Basting, da Faculdade São Leopoldo Mandic, a maioria dos materiais para clareamento dental, como cremes dentais ou enxaguantes bucais, não apresenta efetividade, pois o produto ativo encontra-se em baixa concentração. Além disso, ela alerta para riscos da prática sem supervisão profissional. "Muitos dos cremes dentais chamados de branqueadores, por exemplo, apresentam agentes muito abrasivos que podem desgastar a estrutura dental", afirma.
Orientadora de vários trabalhos de mestrado e doutorado sobre o tema, Roberta Basting lembra que o ideal é que a pessoa interessada em ter dentes mais brancos faça uma consulta ao dentista. "As pessoas devem ter o cuidado de utilizar os produtos para clareamento de acordo com as orientações fornecidas pelo cirurgião dentista. O uso em demasia pode gerar danos à estrutura dental, maior sensibilidade dental e irritação gengival. Deve-se utilizar o produto mediante prévia avaliação pelo dentista para que os resultados sejam satisfatórios e de acordo com a causa da alteração de cor da estrutura dental", explica.
A profissional lembra que a nicotina do cigarro é o principal produto que causa pigmentação dental. "Além disso, outros alimentos e bebidas escuras, como café, chá, refrigerantes a base de cola e vinho tinto, entre outros, também causam o escurecimento dental", informa Roberta.
O clareamento dental é indicado para as pessoas que apresentam escurecimento natural da arcada dentária, para adultos que apresentam a modificação da cor pelo "envelhecimento" dental e para dentes que apresentam manchas escuras causadas por um problema chamado "fluorose". "O clareamento deve ser realizado apenas nas pessoas que já apresentam todos os dentes permanentes erupcionados, o que acontece em torno dos 16 aos 18 anos de idade", esclarece.
Como fazer: O clareamento dental sob supervisão de um dentista pode ser feito em consultório, com a aplicação de produtos clareadores, ou em casa, com o uso de moldeiras. Mas, ambos, com a orientação de um profissional capacitado. "Para o clareamento em casa, o dentista faz uma moldagem prévia da boca do paciente, confecciona uma moldeira e fornece o produto clareador para a aplicação, oferecendo todas as orientações necessárias para a realização do procedimento. Mesmo assim, é fundamental que o paciente retorne semanalmente para avaliações", orienta a professora Roberta Basting.
De acordo com a profissional, após um ano o dente tende a apresentar novo escurecimento devido ao consumo de alimentos e bebidas escurecidos. "Com isso, o dentista poderá planejar um procedimento de manutenção de clareamento para que os dentes possam retornar à cor obtida no final do procedimento orientado em consultório. No entanto, há dentes que podem manter a cor clareada por até três anos. Cada caso deve ser avaliado pelo dentista", lembra.
Aos interessados no clareamento dental, a Faculdade de Odontologia e Instituto e Centro de Pesquisas São Leopoldo Mandic oferece este tipo de tratamento no atendimento clínico à população. As consultas são realizadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, sempre com agendamento prévio pelo telefone (19) 3211-3700.
Fonte: Ateliê da Notícia - Jornalista responsável: Vera Longuini - www.ateliedanoticia.com.br

terça-feira, 22 de março de 2011

SAÚDE BUCAL - DICAS DO PAPO DE MÃE!

DICA DE LEITURA
Você sabia que o dente de leite do seu filho pode ser doado para pesquisa?
A troca dos dentes de leite é um momento muito especial para a criança e a família, pois é um marco físico que evidencia seu crescimento e desenvolvimento natural. Nesta fase, a criança está recebendo os dentes que devem permanecer saudáveis durante toda a vida adulta e, por isso, deve ser estimulada a continuar cuidando muito bem deles em casa e no consultório odontológico. No livro ‘O Troca-Troca dos Dentes’,  as autoras Dóris Rocha Ruiz, odontopediatra, e Maria Inês Quintanilha, pedagoga, abordam de maneira lúdica o momento da troca dos dentes de leite pelos permanentes.
A obra conta a história da fada dos dentes Joaquina e seu ajudante Porcoleta, que levam um dente de leite, de uma criança, que amoleceu e caiu e trocam por um lindo presente da natureza. Lá, no mundo das fadas, para onde eles vão, cuidam do dente e depois voltam para a cidade e o entregam a um dentista muito especial, que reutilizará o dentinho em pesquisas.
Por meio desta magia, as autoras explicam para crianças e pais que existem células-tronco nos dentes de leite e que elas podem ajudar a recuperar a saúde das pessoas. De acordo com a autora Dóris Ruiz, é importante ressaltar que o uso das células-tronco obtidas a partir de dentes de leite está restrito às pesquisas nas universidades e os que forem utilizados são coletados no local onde a pesquisa está sendo realizada. “Como os resultados das novas pesquisas estão sendo muito favoráveis, pode ser que em breve este tipo de coleta nas universidades seja aberto a doadores voluntários”, comenta a autora.
As profissionais aproveitam a oportunidade para enfatizar também a importância da doação dos dentes de leite ao Banco de Dentes Humanos. “Os dentes que amoleceram e caíram naturalmente ou que foram extraídos pelo dentista podem ser reutilizados nas faculdades de Odontologia para ensino e pesquisa. E por meio desta obra, podemos informar pais e crianças sobre as campanhas de doação e conscientizá-los sobre esta ação”, comenta Dóris.
Dóris Rocha Ruiz é especialista em Odontopediatria, mestre em Ciências pela UNIFESP e professora do Curso de Atualização em Odontopediatria da FUNDECTO/ USP. Vice-presidente do Grupo de Saúde Oral da Sociedade de Pediatria de São Paulo / SPSP.
Maria Inês Quintanilha é pedagoga formada pela Universidade Mackenzie com especialização em Deficiências de Aprendizagem, Literatura e Artes Visuais.
***
 UTILIDADE PÚBLICA
Odontologia da UnG oferece vagas para tratamento gratuito
Inscrições devem ser feitas por telefone. Vagas são voltadas a diabéticos, não fumantes e pessoas entre 18 e 30 anos
Estão abertas as inscrições para tratamento gratuito na área de Odontologia da Universidade Guarulhos (UnG). A ação, que faz parte dos estudos do Programa de Pós-Graduação, oferece 400 vagas na área periodontal, divididas da seguinte forma:
100 vagas para pacientes com sangramento gengival ou dentes moles;
100 vagas para diabéticos;
100 vagas para pacientes não fumantes;
100 vagas para pessoas de 18 a 30 anos.
A inscrição deve ser feita pelo telefone (11) 2464-1674. Os atendimentos acontecerão na Clínica de Odontologia da Universidade, localizada em Guarulhos, na Grande São Paulo. O prazo encerra-se em 31 de março.
A periodontite é uma doença infecciosa causada por bactérias que acometem os tecidos periodontais responsáveis pelo suporte dos dentes (gengiva e osso alveolar). Entre os sintomas da patologia estão sangramento da gengiva, presença de cálculo dentário (tártaro), dentes moles e mau hálito.
A técnica utilizada para a avaliação do efeito do tratamento é chamada “Checkerboard DNA-DNA hybridization”, realizada em poucos laboratórios no mundo, entre eles o Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular da UnG. A iniciativa recebe financiamento do governo brasileiro através da Fapesp (Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo); e do governo americano por meio do National Institutes of Health. Milhares de pacientes já foram beneficiados pela ação da Universidade.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Saúde bucal e o trabalho dos "Dentistas do Bem"

Olá, pessoal!
Gostaram do programa de ontem? Esperamos que tenha sido esclarecedor, afinal a saúde da boca é muito importante e a prevenção dos problemas que podem afetar os dentes deve começar desde muito cedo - ainda no útero materno!
Na reportagem de Rosângela Santos, tivemos a oportunidade de conhecer um trabalho muito bacana dos “Dentistas do Bem”. Para quem ainda não conhece, o projeto consiste no trabalho voluntário de cirurgiões-dentistas que atendem crianças e adolescentes de baixa renda, proporcionando-lhes tratamento odontológico gratuito até completarem 18 anos. Os pacientes são selecionados por grau de necessidade, através de uma triagem feita entre crianças de 5ª a 8ª séries em escolas da rede pública de todo o Brasil. A seleção é feita através da aplicação de um índice de prioridade, que beneficia as crianças com problemas bucais mais graves, mais pobres e as mais próximas do primeiro emprego. O tratamento, feito no consultório do próprio dentista voluntário, é de caráter curativo, preventivo e educativo. Atualmente, o “Dentista do Bem” conta com mais de 3100 dentistas voluntários espalhados por todo o País – nos 26 Estados e Distrito Federal. Para garantir seu bom funcionamento, o projeto conta com uma Central de Atendimento permitindo uma eficaz comunicação entre os envolvidos: a criança, a família, a escola, o cirurgião-dentista e a equipe técnica.
A seguir vocês ficam com a entrevista na íntegra que Rosângela Santos fez com o Dr. Marcos Jordão, dentista voluntário e um dos coordenadores do projeto – regional São Paulo.
Rosângela – Doutor Marcos, como é esse trabalho que o senhor faz como coordenador e como voluntário no projeto “dentista do bem”?
Dr. Marcos – Como coordenador, eu sou responsável em fazer as triagens. Então a gente vai até a instituição a qual entramos em contato, eu seleciono, faço as triagens das crianças dentro da faixa etária de 11 a 17 anos e encaminho à coordenação. Dentro dessas triagens são selecionadas as crianças que tem maior prioridade de tratamento, as que estão mais próximas do primeiro emprego. Então a gente volta para a escola/ instituição e pega a autorização dos pais para o tratamento. Como coordenador é isto. A gente tem também a responsabilidade de tentar cadastrar mais dentistas voluntários para aumentar as rede de atendimento. Como voluntário, eu atendo crianças no meu próprio consultório como se fosse um atendimento particular.
Rosângela - E não é uma consulta? O senhor acompanha essa criança até fazer 18 anos?
Dr. Marcos – O dentista voluntário tem a obrigação de dar o atendimento até o paciente completar 18 anos. E é qualquer atendimento dentro da área de odontologia. Ele é responsável por todos os procedimentos.
Rosângela - Quer dizer, se ela precisar de um aparelho, se a sua especialidade não for essa, o senhor tem que arrumar alguém...?
Dr. Marcos - Eu encaminho para algum colega meu que faça a ortodontia ou outra especialidade que eu não faça, e sou responsável por esse tratamento quando ele voltar. E o jovem continua comigo até completar 18 anos. Na realidade, os pacientes nunca vão pagar absolutamente nada, pois o dentista voluntário é sempre responsável por todo o tratamento dele.
Rosângela – Como funciona essa triagem? Normalmente, as escolas ligam para vocês ou vocês vão procurar essas escolas ou ONGs?
Dr. Marcos - Dificilmente as escolas entram em contato. A gente é que vai atrás das escolas. As instituições, lares, abrigos, creches, às vezes, por indicação, nós ligamos e pedimos para fazer a triagem, para apresentar o projeto. Mas, normalmente, nós é que vamos atrás. Depois do contato, apresentamos o projeto e convencemos a diretora a abrir a escola para podermos selecionar essas crianças para poder dar o atendimento.
Rosângela – Quais são os principais problemas que essas crianças de 11 a 18 anos apresentam?
Dr. Marcos – Por falta de condições de um atendimento odontológico no serviço público, algumas crianças já perderam os dentes, possuem cáries grandes, problemas de canal... Então, quando elas chegam, a partir dos 11 anos, elas apresentam problemas de mordida, acabam tendo que fazer a parte de ortodontia, alguns dentes já se perderam... Então, temos que primeiro fazer o tratamento clínico, tirar a dor e depois toda a parte de reabilitação. Prótese, implante, tem que fazer tudo. Até existem programas de prevenção. Tem muita escola que faz programa de prevenção. Mas programa de prevenção nada mais é do que aplicar flúor, ensinar a técnica de escovação e, às vezes, eles ganham escova. Mas, de resto, como todo mundo não tem acesso a isso, os dentes acabam estragando. Essa prevenção não é efetiva. Existe, mas não tem uma capacidade de abranger todo mundo e de resolver o problema. Então, quando elas passam dos 11, 12 anos, o problema já está instalado.
Rosângela - E esses tratamentos, normalmente, são tratamentos caros. Quer dizer, essa criança jamais teria condições de pagá-los?
Dr. Marcos - Jamais! Jamais é uma palavra forte, mas na condição atual delas, não tem condição de pagar nada. Uma profilaxia talvez, aplicação de flúor... Mas se não escova, não adianta passar flúor. Eu dou escova para todos. A cada 3 meses, eles vem buscar escova, pasta e fio. Com esta orientação prévia, a escova e a pasta são eficientes para manter aquilo que foi feito. Para manter em ordem. Mas se ela já está com o problema e só escovar os dentes, não vai resolver nada. Tem que tratar.
Rosângela - A partir de qual idade os pais devem procurar o dentista?
Dr. Marcos – Como a gente tem um serviço de ginecologia e obstetrícia dentro da clínica, as gestantes já começam a ter orientações sobre o bebê dentro da barriga. Então, existem algumas interferências que, se a mãe não tiver alguns hábitos saudáveis, vão comprometer a saúde bucal da criança, o surgimento dos dentes. Então essa orientação, esse acompanhamento, começa na gestação. Isto aqui dentro da clínica. No serviço público é complicado. Normalmente, as mães procuram atendimento quando as crianças começam a trocar os dentes de leite pelos dentes permanentes porque elas acham que os dentes de leite não precisam de tratamento. O que é um erro.
Rosângela – Quais são as orientações para uma criança para que ela tenha uma higiene bucal perfeita? Uma criança numa situação normal, que o senhor oferece a pasta. O que o senhor orienta?
Dr. Marcos – Escovar os dentes com frequência todos os dias. Então ela tem que ter aprendido a escovar. Alguém habilitado, o dentista ou uma boa professora, de repente, consegue ensinar como escovar os dentes. A frequência disso é 3, 4, 5 vezes ao dia. Todos os dias e com uma boa escova. Mas nesta freqüência a escova deteriora e acaba não tendo mais uma boa função. Então a criança tem que ter bons hábitos alimentares também. Se a frequência do consumo do açúcar for muito alta, e ela não escovar, o índice de cárie aumenta. E dentro de casa os pais são responsáveis. Não adianta simplesmente pedir par escovar e não supervisionar.
Rosângela - Quem tem prioridade para o atendimento?
Dr. Marcos – Crianças com dor sempre têm prioridade de atendimento. Então perguntamos se tem dor e qual a frequência dessa dor. Se ela tiver dor é porque algum problema já está instalado e não é recente. E como a gente faz um exame visual, não clínico, nesta hora, a gente percebe que de repente tem um dente muito destruído, algum abscesso, então a dor está justificada e aí esta criança tem prioridade no tratamento.
Rosângela – Hoje, o senhor imagina a sua vida sem esse atendimento dos “dentistas do bem”? Sem esse atendimento voluntário? Quem ganha mais? O senhor ou eles?
Dr. Marcos - Eles e eu. Os dois ganham. Eles têm a oportunidade de tratamento que a gente sabe que é difícil. Se eu não fizer, algum colega meu iria fazer, mas dentro do projeto ou alguma entidade assistencial. Fora isso, quem iria fazer? Ninguém. A necessidade é muito grande. A gente não dá conta. E eu ganho com o prazer de atender, com o sorriso, com a palavra da mãe e do pai, com uma carta que eles deixam... Eles ganham a possibilidade de poder sorrir e não ter dor. E eu ganho no prazer de poder fazer isso e ajudar. Envolve solidariedade, envolve um certo compromisso que a sociedade deveria ter, já que os órgãos públicos não têm. Então, eu posso ajudar? Posso. Para o dentista voluntário é uma coisa simples porque eu não preciso sair do consultório. Às vezes, no trabalho social, a pessoa tem que se deslocar, levar material para um outro lugar, e isto dificulta. Mas o dentista voluntário atende no próprio consultório. Então isso acaba sendo cômodo, é fácil. Basta ele abrir um horário na agenda. Não consigo mais me imaginar sem esse lado do atendimento voluntário.

ATENÇÃO: Se você é dentista e tem interesse em participar como voluntário entre em contato com a coordenadoria dos "Dentistas do Bem”: eduardo@turmadobem.org.br. Acesse também o site da TURMA DO BEM para conhecer outros projetos: http://www.turmadobem.org.br/ ou telefone para: (11) 5084-7276 / 5084-1399. Escolas e instituições também podem entrar em contato e solicitar uma triagem. Vale lembrar que o serviço conta com voluntários em todo o país.
***
Pessoal, por hoje é isto. Mas antes de finalizar a postagem, gostaríamos de lembrar que hoje é o Dia Internacional da Síndrome de Down. Queremos mandar um grande abraço para todas as famílias e portadores da síndrome, e para todos aqueles que trabalham e acreditam na inclusão social. O Papo de Mãe já fez um programa com este tema e foi muito bacana. Vocês podem acessar o conteúdo publicado na época da exibição clicando aqui. Vale a pena conferir e divulgar!

sexta-feira, 18 de março de 2011

Assista ao Papo de Mãe sobre Saúde bucal



Você já ouviu dizer que a saúde começa pela boca? É verdade, os cuidados com a higiene e a saúde dos dentes são muito importantes e devem ser tomados desde muito cedo. Para se ter uma ideia, ainda na gestação, é preciso que a grávida fique atenta a certas medidas para não prejudicar a dentição do bebê.

Para conversar sobre este assunto de extrema importância, Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem convidados, entre eles a Dra. Maria Salete Nahas P. Corrêa, odontopediatra e professora da USP, e o Dr. Christian Wehba, periodontista e cirurgião dentista.

No programa, você confere ainda uma reportagem sobre o trabalho de dentistas voluntários, a opinião das pessoas nas ruas e um passeio pelo museu do dentista.
Após o programa, até às 21 horas, converse com a gente pelo chat aqui no blog. E, durante a semana, acompanhe as nossas postagens sobre o tema. Siga o programa pelo Twitter (@papodemae), pelo Facebook e pelo Orkut. Assine o nosso Feed para receber as nossas atualizações e torne-se nosso seguidor. E para entrar em contato com a nossa equipe escreva para papodemae@papodemae.com.br.

Papo de Mãe é um programa imperdível para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço. Neste domingo, 20/03, às 7 da noite, na Tv Brasil.







quinta-feira, 17 de março de 2011

ABRA - Associação Brasileira de Asmáticos

Educar para vencer a Asma, esse é o lema da ABRA  - Associação Brasileira de Asmáticos
De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) calcula-se que aproximadamente 10% da população seja portadora da asma. Apesar disso, pouco se é divulgado a respeito da doença, seus tratamentos e cuidados. Com o objetivo de trazer informação, desmistificar a asma e quebrar preconceitos, no ano de 2000, foi fundada em São Paulo, a sede da ABRA - SP (Associação Brasileira de Asmáticos- Regional São Paulo). A ABRA-SP promove palestras, jornadas, informativos, seminários e workshops, todos com o intuito de esclarecer e orientar não só os portadores da doença e seus familiares, mas também de como lidar e tratar a asma para a melhoria da qualidade de vida. O tratamento adequado, além de proporcionar o controle da doença é capaz de reduzir custos médicos e hospitalares. Contribuir com temas, informações relevantes e de utilidade pública fazem toda a diferença. Afinal, a asma ainda não tem cura, mas os estudos científicos comprovam que o tratamento adequado ajuda o paciente a conviver com a doença, ganhando total qualidade de vida. Para mais informações, acesse: www.abrasaopaulo.org.br
A seguir selecionamos as dúvidas mais recorrentes relacionadas à asma. O conteúdo é do site da ABRA-SP.  Vale a pena conferir.
1. O que é Asma? É uma doença pulmonar inflamatória crônica, com episódios recorrentes de : falta de ar, tosse crônica, chiado e aperto no peito, que se agrava à noite e nas primeiras horas da manhã. A gravidade da asma varia de pessoa a pessoa, daí a classificação de leve, moderada e grave.
2. O que causa asma? Vários são os fatores desencadeantes ou agravantes tais como: Alérgicos ( pó domiciliar, ácaros, fungos, polens, pêlo e saliva de animais); Infecção respiratória viral; Irritantes (fumaça em geral e principalmente de cigarro, poluição do ar, aerossóis etc.) variação climática como exposição ao frio; alteração emocional; medicamentos (aspirina, anti-inflamatório não hormonal, beta-bloqueadores); e exercícios. Alguns pacientes asmáticos podem apresentar história familiar de asma e ou rinite.
3.Quem tem asma? A Organização Mundial de Saúde avalia que entre 100 a 150 milhões de pessoas no mundo tem asma e este número está aumentando. A asma é um problema de saúde pública em paises desenvolvidos e em desenvolvimento. A asma ocorre em todas as idades e todas as raças, entretanto é mais comum na infância. É a doença crônica mais comum que causa ausência na escola.
4. Como diagnosticar a asma? Uma história clinica bem feita, pesquisando os sintomas de tosse, falta de ar, chiado e aperto no peito ou desconforto torácico; tentando identificar os fatores desencadeantes ou agravantes alérgicos ou não, tais como: pó, ácaros, pêlo de animais, fumaça de cigarro, poluição, cheiros de produtos químicos, variação de temperatura, exercícios físicos, alteração emocional. O exame físico pode ser totalmente normal nos pacientes fora de crise. Nas formas mais graves da doença podemos encontrar o tórax deformado.
5. Como tratar a asma? O tratamento da asma é um programa de parceria do médico e o paciente e, ou seus familiares.Orientar o paciente e, ou seus familiares a identificar e evitar os fatores agravantes e desencadeantes especialmente no ambiente domiciliar.Educar e orientar o paciente e, ou seus familiares sobre sua doença para que possa entender o processo de inflamação e a broncoconstrição (estreitamento do brônquico), diferenciando os dois tipos de medicamento. Os de alívio imediato que são os brocodilatadores, os que agem na inflamação e os antiinflamatórios inalatórios para tratamento de manutenção.Ensinar ao paciente a usar adequadamente a medicação
6. Depois de correr na esteira começo a sentir falta de ar e preciso parar, por quê? Exercícios intensos realizados por pessoas pouco treinadas pode desencadear a asma. Provavelmente o esforço esta muito acima do seu condicionamento físico, você deve procurar manter um controle, intensidade de exercício adequada para evitar a crise de asma.
7. Minha Asma irá melhorar se praticar natação? Com certeza, não só a natação, mas qualquer atividade aeróbia promove a melhora do sistema cardiorespiratório, diminuindo o número de crises com a sua intensidade.
8. Quem fuma pode desenvolver Asma? Não, o ato de fumar não torna a pessoa asmática. A asma é uma doença que provavelmente, tem uma base genética, isto é, a pessoa nasceria com uma alteração dos seus genes, o que poderia predispô-la a ter crises de falta de ar e chiado. Assim, a pessoa nasceria com uma predisposição à ter a doença e as crises poderiam ser desencadeadas em qualquer época da sua vida ( a maioria das pessoas tem a primeira crise antes dos 3 anos ), dependendo dos estímulos a que estivesse submetido ( cheiros fortes, infecções virais, fumaça ). Assim, apesar do cigarro não levar a pessoa a ser asmática, por outro lado, em pessoas asmáticas a fumaça do cigarro é um dos fatores desencadeantes de crises e por isso o tabagismo deve ser evitado.
9. O asmático pode desenvolver enfisema Pulmonar? Não. Asma é uma doença inflamatória crônica com fundo genético, com crises de contração do brônquio levando à falta de ar, sendo reversível. Enfisema é uma doença desencadeada principalmente pelo uso do cigarro, caracterizada por lesão das paredes dos alvéolos, sendo irreversível. Então, elas são duas doenças distintas. Só 5% dos pacientes asmáticos apresentam sintomas contínuos, necessitando o uso crônico de corticóides e drogas broncodilatadoras, assemelhando-se ao quadro de falta de ar crônica que os enfisematosos tem( que é chamada de doença pulmonar obstrutiva crônica ou DPOC).
10.O que é o AntiIgE? É uma nova terapêutica para alguns pacientes asmáticos. A IgE ( ou imunoglobulina E ) é o anticorpo responsável pela reação alérgica. A reação alérgica acontece quando a IgE se liga ao antígeno causador de alergia que podem ser alimentos, ácaros, pólens ou proteínas de animais domésticos ( cão, gato... ), ou outras substâncias que atravessam as mucosas digestivas ou respiratórias. Após a ligação da IgE com o antígeno começa a reação alérgica com a liberação de histamina e outras substâncias químicas pelas células ligadas à IgE( mastócito e basófilo ). A histamina e as outras substâncias químicas são as que provocam os sintomas alérgicos como tosse, chiado no peito, falta de ar, coriza, espirros, vermelhidão e coceira na pele. A anti-IgE é uma nova forma de tratamento de doenças alérgicas. A anti-IgE se liga à IgE no sangue e previne a liberação de histamina e a reação alérgica. Mais de 500 pacientes com rinite alérgica e mais de mil pacientes com asma já foram tratados, em diversos centros de pesquisas, com anti-IgE. A anti-IgE é administrada via subcutânea a cada duas a quatro semanas dependendo do peso do indivíduo e da quantidade de IgE total no sangue antes do tratamento.
O tratamento com anti-IgE já foi aprovado pelo Ministério da Saúde para utilização no Brasil. Está é uma nova terapia promissora, que se aplica para os portadores de asma grave. Os estudos com a anti-IgE na asma mostraram que, quando se interrompem as injeções da nova terapêutica, a IgE no sangue lentamente retorna aos níveis anteriores. Nós lembramos que para os pacientes com asma leve e moderada, os corticóides inalatórios são uma excelente opção para tratamento, já estando no mercado há muitos anos e custando menos do que deverá custar a anti-IgE. Em vista do alto preço do medicamento, o Laboratório que comercializa o anti-IgE ( nome comercial: Xolair ) está fazendo contatos com vários Convênios de Saúde para que estes possam pagar a medicação. Além disso, como há a necessidade que a sua aplicação seja em ambiente hospitalar, o Laboratório está incentivando o desenvolvimento de centros de aplicação de Anti-IgE.
11 . Qual o principal agente causador de alergias respiratórias? Sem dúvida o ácaro é o maior responsável pelas alergias respiratórias. O ácaro é um bichinho muito pequeno que vive na poeira acumulada dentro dos ambientes domésticos, invisível à visão normal, alimenta-se da descamação de pele humana e de animais, e restos de alimentos, é encontrado em quantidades que podem chegar a 2000 por grama de poeira doméstica. Os locais onde eles residem são: travesseiros, camas e colchões, estofados, bichos de pelúcia, carpetes, estantes de livros, cortinas.....
12 . Como os ácaros estão em toda a parte, de que forma podemos amenizar sua ação? Devemos concentrar a limpeza da casa, por exemplo, no quarto de dormir, na sala, escritório, biblioteca e salas de TV, onde o alérgico passa a maior parte do tempo. Para a limpeza, devemos usar aspirador de pó e pano úmido.
13 . O que podemos fazer para evitar o pó de casa? Medidas simples são fundamentais para diminuir o contato com o ácaro e o pó doméstico. È claro que não podemos evitar totalmente a poeira, nem combater completamente os ácaros, mas através de medidas simples de controle ambiental, onde vive o alérgico, pode-se diminuir bastante a quantidade de ácaros e pó.
Aí vão algumas dicas interessantes que podem ajudar muito no controle ambiental:
-Deixe o ambiente do convívio diário, principalmente o quarto, bem limpo e arejado.
-A limpeza deve ser diária com aspirador (de preferência que tenha o Filtro HEPA) e pano úmido, sem produtos com cheiro forte.
-Não usar vassouras, pois espalham a poeira fina, que ficará em suspensão e voltará a se depositar.
-Retire tapetes, carpetes, cortinas, almofadas, estantes com livros, enfim, tudo que facilite o acumulo de pó.
-Encapar colchões e travesseiros com tecido específico, que constituirão uma barreira física contra o ácaro, são também de grande valia.
-Evite animais dentro de casa.
14 . Estou grávida, posso ter um filho com Asma? Pode. Se a mãe OU o pai da criança forem asmáticos ou forem portadores de rinite alérgica ou ainda alergia de pele, as chances aumentam. Se a mãe E o pai forem portadores dessas doenças as chances são maiores ainda. Isso não quer dizer que não podemos ter pai ou mãe com estas doenças e o filho não ter absolutamente nada ou filhos de pais sem qualquer doenças ter asma. Estatisticamente as chances são maiores.
15. Posso tomar medicação para minha asma nos três primeiros meses de gravidez? Não só pode como deve. Principalmente quando esses medicamentos é que estão controlando sua asma adequadamente. Agora, qual o medicamento que voce deve ou pode tomar, deve ser decidido pelo seu médico.
... Para continuar lendo sobre as principais dúvidas sobre ASMA, clique aqui. Acesse também http://www.asmaticos.org.br/.
***
DICA DE HOJE
PALESTRAS ABRA-SP
As palestras da Abra-SP são mensais e abertas ao público e contam com a presença de médicos especialistas como pneumologistas, pediatras, fisioterapeutas e alergologistas, que além do tema abordado, estarão disponíveis para responder às suas perguntas ou dúvidas. Sempre nos primeiros sábados de cada mês, exceto feriados.
Próximas palestras:
02/04 - Ambiente adequado para quem tem asma e rinite - Dra. Yara Arruda M.F. Mello - 10h às 12h 
07/05 - Rinites - Sinusites - IVAS - Dra. Elza do Carmo Cabral - 10h às 12h 7/5/2011
04/06 - O que é Asma e Rinite? - Dra. Zuleid Mattar - 10h às 12h 
Local: Centro Esportivo Círculo Militar. Rua Abílio Soares, 1589 - Ibirapuera. Próximo à Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Contato: 0800 773 8199 e ( 11 ) 5549-8199 ou pelo e-mail info@abrasaopaulo.org.br.