Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Diabetes e pressão alta: crianças também têm doenças de adultos


Hipertensão arterial, diabetes, gordura no sangue, enxaqueca, AVC, depressão, ansiedade e até mesmo anorexia não são mais associadas aos adultos; especialistas reforçam a necessidade de hábitos saudáveis desde a primeira infância
Por Danielle Barg – Site Terra

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Colesterol em crianças: Inimigo silencioso

Estudo reforça a importância de avaliar a doença desde cedo. Saiba como prevenir e tratar
Por Thais Lazzeri – Revista Crescer
Fazer testes de sangue para avaliar o nível do colesterol em crianças pequenas não era uma prática comum nos consultórios há dez anos. Hoje, os médicos acreditam que cerca de 30% das crianças brasileiras tenham esse problema – não existe estimativa do Ministério da Saúde.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Criança com doença de adulto: notas do programa

• De acordo com uma pesquisa feita por médicos do hospital Pró Criança Cardíaca, no Rio de Janeiro, 53,2% dos jovens e crianças têm excesso de gorduras no sangue; 2% são hipertensos; e 7,5% estão acima do peso.
• Dados do Instituto do Coração apontam que cerca de 10% das crianças no Brasil têm colesterol alto. De acordo com pesquisa feita pela  Unicamp com 1.937 crianças e adolescentes entre 2 e 19 anos, 44% dos entrevistados tinham níveis alterados de colesterol. Nos Estados Unidos, este número chega a 50% em alguns estados americanos.
• Por conta da epidemia de obesidade que já atinge cerca de 30% das crianças americanas, a Academia Americana de Pediatria divulgou novas diretrizes e tem recomendado atenção aos níveis de colesterol em crianças a partir dos 2 anos de idade. Além disto, os pediatras sugerem a prescrição de estatina, remédio para combater o colesterol, a pacientes a partir dos 8 anos de idade (mas esta recomendação tem gerado polêmica!).
• No Brasil, cerca de 30 milhões de brasileiros são hipertensos e desse total 19% são crianças, adolescentes e adultos com idade inferior a 34 anos. A doença, antes associada ao envelhecimento, está atingindo faixas etárias cada vez mais jovens. Estima-se que cerca de 5% das crianças sofram deste mal.
• Segundo estudo realizado pela Organização Mundial de Saúde cerca de 12% das crianças apresentam algum tipo de transtorno emocional  como estresse, depressão e síndrome do pânico. Estes problemas podem afetar a qualidade de vida do indivíduo e, se não tratados,  estenderem-se até a idade adulta.
• Outro problema comum em crianças é a enxaqueca. Trata-se de uma doença benigna e hereditária que pode afetar pessoas desde muito cedo. Durante uma crise, além da dor intensa, podem ocorrer distúrbios visuais, maior sensibilidade à luz e ao barulho, náuseas e vômitos. As crises frequentes podem prejudicar o desempenho escolar e afetar até mesmo o convívio social dos pequenos. Por isto é importante que toda criança com dor de cabeça frequente seja encaminhada a um especialista para o devido diagnóstico e tratamento.
Fonte: Programa Papo de Mãe – 28.08.2011


sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Neste domingo o papo é sobre crianças com doenças de adulto!

No Papo de Mãe deste domingo (28), vamos falar sobre algumas doenças típicas da vida moderna como colesterol alto, hipertensão, estresse, enxaqueca... em crianças!
Uma pesquisa feita por médicos do hospital Pró Criança Cardíaca, no Rio de Janeiro, mostra que 53,2% dos jovens e crianças têm excesso de gordura no sangue, 2% têm hipertensão e 7,5% estão acima do peso. Além disto, segundo um estudo realizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 12% das crianças apresentam algum tipo de transtorno como estresse, depressão e síndrome do pânico. Mas por que será que isto está acontecendo? Por que nossas crianças estão apresentando doenças que só costumavam afetar adultos?
Para conversar sobre estas questões, Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem, além das mamães convidadas e seus filhos, o pediatra Jorge Huberman, médico do Hospital Albert Einstein e do Instituto Saúde Plena. E em reportagem exclusiva, a repórter Rosangela Santos faz uma visita ao Ambulatório de Cefaleia Infantil do Hospital São Paulo para desvendar alguns mitos sobre uma doença que atinge 10% das crianças: a enxaqueca.
Após o programa, converse com a gente pelo chat no blog até às 21 horas. Durante a semana, acompanhe as nossas postagens sobre o tema. Siga o programa pelo Twitter (@papodemae) e pelo Facebook (Programa Papo de Mãe II). Assine o nosso Feed para receber as nossas atualizações e torne-se nosso seguidor. E para entrar em contato com a nossa equipe escreva para papodemae@papodemae.com.br.
Papo de Mãe é um programa imperdível para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço. Neste domingo, 28/08, às 7 da noite, na Tv Brasil.










Programa sobre Mães Blogueiras - assista!!!


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

ATENÇÃO: Palestra online gratuita - É HOJE!!!

Você não pode deixar de conferir HOJE à noite, às 21h30, no site da Escola Virtual para Pais, a palestra online gratuita de Ana Paula Brasil e do Dr. Ricardo Lopes Pontes, autores do livro "barriga redonda, barriga pontuda - derrubando mitos, crendices e superstições sobre a gravidez".
Acesse www.escolavirtualparapais.com.br e inscreva-se!  
Saiba mais sobre o livro clicando aqui.

MÃES BLOGUEIRAS: Relato de telespectadora!

Muito prazer! Sou Marcella Stelle, 24 anos, casada, de Curitiba-PR e mãe da princesa Sophia, hoje com dois anos e meio.
Soube que estava grávida através da minha mãe. Ela desconfiou, não sei se pelo corpo que havia mudado, pelo humor bastante alterado ou pelo simples fato de que as mães sabem de tudo. O que importa é que ela desconfiou, me comprou um teste daqueles de farmácia (e reclamou do preço), mandou eu fazer na hora. Foram os cinco minutos mais demorados da minha vida. Se não tivesse um relógio marcando os cinco minutos bem na minha frente poderia jurar de foram 21 anos que passaram. Ali, naquele espaço de tempo tudo passou pela minha cabeça, afinal, me via com 21 anos, namorando, cursando segundo ano da faculdade de jornalismo, sem a menor idéia do que viria acontecer se a segunda listra definitivamente aparecesse naquele pedacinho de papel... E ela apareceu. Eu estava grávida! Não era hora de questionar o “Quem? Quando? O quê? Como? Onde? Por quê?”, era hora de respirar fundo, tirar não sei da onde responsabilidade, força e maturidade para dizer “eu sou mãe”.
Só sei que foi assim. Me vi ligando naquele mesmo momento para meu namorado, o pai da criança, e dando a notícia “Amor, to grávida!”. O que me bastou foi que no mesmo momento ele falou “Tudo bem. Eu sabia. Estamos juntos”. Por um momento questionei “Como assim sabia? Se sabia por que não me avisou?!?”, mas no fundo, o mais importante naquele momento foi saber que ele estaria comigo.
Era uma quarta-feira, mais exatamente 29 de outubro. O dia estava chuvoso na capital paranaense. Na época, trabalhava com minha mãe, ela é dentista. Desmarcamos todos os pacientes e fomos ao shopping. Foi o dia mais difícil da minha vida. Não sabia no que pensar. Não sabia para o que olhar. Não sabia o que fazer. Afinal de contas, poucas coisas eu poderia fazer. Embora fosse um “erro”, não tinha como voltar atrás. Estava feito. Toda ação tem uma reação. Não é questão de física, é a vida. Agora era hora de olhar para a frente.
Naquela mesma semana, na sexta-feira fui fazer uma ecografia para ter certeza da gravidez. Eu estava grávida de quatro meses. Eu havia descoberto há dois dias. Grávida de uma menina. Meu mundo caiu!
Meu pai não me olhou nos olhos, muito menos na barriga até o inicio do outro ano. Minha sogra me culpou porque EU não tomava pílula. Precisei “escolher” entre continuar a faculdade ou fazer o enxoval da minha filha. Optei pelo enxoval. Tranquei a faculdade, trabalhei até o dia anterior ao nascimento da minha filha. Não me casei com o namorado, mas optamos por morar juntos.
Minha pequena princesa nasceu no dia 06 de fevereiro de 2009, com 50 cm e 3,495kg. Não era o bebê mais lindo da maternidade. Passei 40 dias morando na casa dos meus pais, meu namorado dormia algumas noites lá conosco, outras na nossa futura casa com a mãe dele. Ela nos “presenteou” com a casa, mas não queria sair. Me tornei mãe, esposa, dona de casa de uma só vez. Não houve tempo de experiência. Foi tudo junto e bem misturado.
Com todas essas experiências, me vi na necessidade de fazer a minha parte nesse mundo. Queria fazer a diferença para uma pessoa que fosse. Decidi fazer um blog compartilhando a minha vida. Não queria dar dicas, conselhos ou falsas idéias de uma maternidade plena e tranquila.
Quando foi em fevereiro de 2011 eu criei o blog, o Mon Maternité. Me senti o “gás da Coca-Cola”, afinal, uma super idéia, super diferente. Nunca havia pesquisado nada na internet sobre maternidade, se havia blogs ou sites sobre esse tipo de assunto. Depois que criei, decidi procurar e achei muitos, vários, centenas de milhares de blogs. E tem até nome “blogosfera materna”. E eu me senti mais uma no meio da multidão. Li alguns, uns gostei, outros odiei. Mas desanimei, afinal, quem iria me achar no meio de tantos blogs TOPs sobre maternidade. Tantos seguidores, tantos sorteios, tantos parceiros. Tantos, e eu era só um.
Mas recebi uma benção de Deus. E as pessoas foram aparecendo. Não sei como, nem por onde, nem quem, nem por que, eu sei que fui adquirindo seguidores, leitores, visitantes, parceiros, amigas. Já recebi email perguntando coisa que jamais imaginei responder. Já recebi email de mães que se sentem acolhidas pelas minhas palavras. Já recebi email de mulheres que não são mães, mas me lêem porque descobriram o sentimento da maternidade pelas minhas palavras. Quer maior presente do que esse!? Choro só de lembrar...
Hoje meu blog é como um filho. Um filho que precisa ser cuidado, estar sempre de olho aberto, e é preciso sempre estar regando, como um frutinho. Eu plantei minha história, só queria poder ajudar uma única pessoa. Rego com muitas palavras de carinho, de sinceridade e honestidade. Tenho colhido muitas amizades.
Essa é a minha história, da minha maternidade e do Mon Maternité!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

ARTIGO SOBRE MÃES BLOGUEIRAS!

Olá!
Estamos de volta com mais um post sobre o tema da semana: MÃES BLOGUEIRAS. Temos recebido muitas mensagens bacanas por conta da repercussão deste programa e gostaríamos de agradecê-las. A propósito, quem não conseguiu assistir ao programa no último domingo ainda vai ter a oportunidade de conferi-lo por aqui.
Bem, o que temos para hoje é um texto da psicóloga Solange Melo, que já esteve no Papo de Mãe como especialista convidada e sempre participa dos chats aos domingos. Obrigada, Solange por mais esta contribuição!!!
***
Mães Blogueiras
Por Solange Melo*
Circulando pela internet percebemos o crescente número de mulheres blogueiras que em seus espaços, discutem, desabafam e trocam idéias sobre diversos assuntos, desde política, economia, culinária, até família e educação dos filhos.
Para aqueles que achavam que as mulheres nasceram para serem Amélias, elas já provaram que, além de cuidar da casa e dos filhos, elas também sabem blogar e muito bem.
Sabemos perfeitamente que a internet encurta as distâncias e muitas mães a utilizam com frequência para estarem mais perto de seus rebentos que moram longe delas. Ter filhos longe, muitas vezes, é sinônimo de muito sofrimento e a internet, nesses casos, é um bálsamo.
Mas sabemos que muito mais que informação, as mulheres buscam mesmo na internet é acolhimento. Com o passar do tempo, as pessoas foram ficando cada vez mais isoladas, perderam seus espaços públicos, o convívio com seus vizinhos de rua e isso acarretou nelas muita angústia e solidão.
Através dos blogs, aos poucos, elas foram percebendo que não sentiam sozinhas as mesmas dores e que suas angústias não eram somente suas. Perceberam que não estavam falando sozinhas, mas sim que estavam dialogando com dezenas, centenas de pessoas com experiências parecidas com as suas. E isso representou um alívio para elas!
E o que antigamente eram as gostosas conversas de comadres hoje se transformaram em papos virtuais animados, ricos em emoções, vivências, questionamentos e descobertas. Descobertas de que as dúvidas são inerentes a todos e que ninguém acerta sempre. E que quanto mais a gente verbaliza o que vai dentro de nós, mais a gente descobre que temos mais a ganhar do que a perder, e que até o final de nossos dias, estaremos fadados ao aprendizado.
Sabemos muito bem que quando uma mulher se torna mãe, fica monotemática. E descobrir que não é a única lhe dá companhia para "trocar figurinhas" sem se tornar chata, monótona e repetitiva.
E na vida sabemos muito bem que existem coisas sobre crianças que pediatra nenhum fala, mas que quem é mãe sabe por experiência. Nesse caso, por que não trocar idéias a respeito e crescer com isso?
Ter um blog é como ter uma grande e aconchegante sala de visitas, onde recebemos amigos e até desconhecidos, de perto ou de longe, para vários encontros regados a muita informação, desabafos, alegrias, confidências, descobertas, ajuda mútua e, acima de tudo, crescimento pessoal.
*Solange Melo é psicóloga e psicoterapeuta de adolescentes, adultos, casais e famílias em São Paulo. Participou como especialista convidada do Programa Papo de Mãe sobre MUDANÇAS exibido em 10.07.2011.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

DICAS DE LEITURA

Olá!!!
Conforme prometemos no post anterior, estes são os livros do escritor  Renato Kaufmann, o nosso pai blogueiro que concedeu entrevista na "vez do pai" no Papo de Mãe do último domingo. Para quem quiser conferir o blog do Renato, basta acessar http://diariogravido.blogspot.com e conferir seus posts bem humorados.

Diário de um Grávido
Este livro aborda as emoções e os percalços da gravidez do ponto de vista masculino. Do pânico da primeira notícia até alguns dias após o nascimento do bebê, passando pelo primeiro ultrassom, o sumiço do obstetra, a intrigante placenta, as outras grávidas, hormônios ensandecidos e mais.


Como nascem os pais
O bebê nasceu. E agora? A Legião Estrangeira deixou de ser uma opção viável. Enxugue as lágrimas, expulse as visitas e abra este livro. Todo mundo sabe de onde vêm os bebês. Ou quase. Cientistas desconfiam que tenha algo a ver com sexo. O que poucos sabem é como nascem os pais. Se até este pai sobreviveu aos dois primeiros anos de paternidade, todos podem. Escrito com a mesma linguagem divertida, inteligente e emocionante do best-seller "Diário de um Grávido", este livro vai fazer você rir, chorar, entender que tudo vale a pena e pedir desculpas de joelhos aos seus próprios pais.


segunda-feira, 22 de agosto de 2011

MÃES BLOGUEIRAS: Segurança em blogs e redes sociais

Olá a todos!
O nosso PAPO deste último domingo foi com MÃES BLOGUEIRAS e estava muito agradável e descontraído. Contamos com a presença de blogueiras experientes e antenadas como a Mônica e a Patrícia do blog Comer Para Crescer, a Camila do blog Mamãe Tá Ocupada  e a Mariana do blog Pequeno Guia Prático Para Mães Sem Prática
Também tivemos o privilégio de conferir as entrevistas de nossos repórteres: Davi de Almeida falou com o escritor (no próximo post a gente fala dos livros!)  e blogueiro Renato Kaufmann, do blog Diário de um Grávido, Rosângela Santos conversou com a Tati e com a Calu, da Rede Mulher e Mãe, e Anderson Vasco, nosso correspondente internacional, mostrou um pouco da vida das mães blogueiras espanholas.
E como não poderia deixar de ser, também contamos com a presença de especialistas. A psicóloga Vera Iaconelli explicou para a gente a importância das relações virtuais e Marcos Ferreira,  especialista em segurança da informação, deu uma série de dicas sobre como podemos nos proteger de pessoas mal intencionadas na internet.
A propósito, o Marcos mandou um artigo para ser publicado no blog do Papo de Mãe. Confiram as dicas de segurança do nosso especialista!

Segurança em Blogs e Redes Sociais
Por Marcos Ferreira*

Com o rápido avanço tecnológico, cada vez mais estamos presenciando um rápido aumento de crianças, adolescentes e pais no mundo virtual, que estão compartilhando, divulgando e falando sobre assuntos pessoais, dicas e outras milhares de informações. Toda esta facilidade tecnológica possui inúmeros benefícios, mas também possui riscos que podem comprometer sua segurança pessoal.
Neste breve artigo vou descrever algumas diretrizes básicas sobre segurança em blogs, não com um ponto de vista técnico, mas sim do ponto de vista pessoal, onde irei listar alguns itens que devemos nos preocupar quando estamos utilizando e/ou deixando nossos filhos usar blogs pessoais, redes sociais e canais de vídeos.
Suas informações pessoais:
 Antes de tudo, pense muito antes de divulgar qualquer informação em seu blog, principalmente quando envolve algum assunto pessoal ou foto.
- Nunca divulgue seu endereço, telefone e nome de marido, mulher, filhos ou parentes.
- Tome muito cuidado com fotos. Muitas vezes, as fotos apresentam informações valiosas como a placa de carro, endereço, uniforme escolar do seu filho(a), etc. Essa mesma regra vale para vídeos online. Antes de divulgar o vídeo, veja se o mesmo não está divulgando alguma dessas informações.
- Pense na sua segurança offline: Tenha SEMPRE um olhar crítico e SEMPRE se questione: “Quais informações pessoais estou divulgando com esse texto, foto ou vídeo”? “Com as informações do meu blog, alguém consegue me encontrar na vida real?”
- Caso seja necessário divulgar fotos ou vídeos pessoais para familiares ou amigos, procure fazer através de páginas protegidas por senhas. Hoje em dia, a maioria dos blogs e sites de vídeos possuem este recurso. Restrinja ao máximo a divulgação dessa senha e procure alterá-la constantemente.
Proteja seus filhos:
Basicamente, podemos aplicar duas regras quando permitimos que nossos filhos utilizem blogs e redes sociais: educar e monitorar.
EDUCAR: É necessário educar o seu filho(a) quanto à utilização e os riscos da internet, assumindo sempre que tudo o que é divulgado na Internet se torna permanente. Procure ao máximo manter um diálogo aberto sobre a importância de não divulgar certas informações. (Vide regras divulgadas anteriormente)
MONITORAR: Sempre revise o que é divulgado no blog do seu filho(a) antes que seja publicado! Caso ele utilize também redes sociais como Facebook , Orkut, Twitter, etc:
- Verifique sempre as opções de privacidade utilizadas no perfil do seu filho(a) e restrinja ao máximo a divulgação de informações;
- Sempre tenha seu filho(a) adicionado como seu amigo. Dessa forma, você conseguirá visualizar suas atualizações recentes e quem é adicionado à lista de amigos;
- Algumas redes sociais como Facebook e o Twitter permitem que você diga o que está fazendo, irá fazer ou onde você está. Lembre sempre seu filho(a) que ele não deve e não precisa divulgar todas as informações como: “Vou encontrar o pessoal da escola no shopping X” ou “Estou em lugar Y”.
- Hoje em dia, qualquer notebook, smartphone ou tablet possui câmera que permite tirar fotos, gravar vídeos ou realizar conversas através de vídeo chat. Procure sempre lembrar seu filho(a) sobre as regras de foto e vídeo descritas anteriormente neste texto e dê uma atenção especial aos chats com vídeo. Qualquer transmissão de vídeo pela Internet, seja para um amigo ou através de redes sociais (twitcam), pode ser gravada e divulgada. Por isso, muito cuidado com o que se transmite!
Como foi visto neste artigo, alguns cuidados simples podem aumentar consideravelmente a sua segurança e a dos seus filhos. Porém, nunca vamos esquecer que a melhor forma é EDUCAR, EDUCAR e MONITORAR! Além disso, vale sempre lembrar a importância do uso de Anti-vírus. Nunca deixe seu computador sem um! Programas de anti-vírus e pacotes de proteções mais efetivas podem ser encontrados facilmente em grandes supermercados e lojas de informática.
Caso o pai ou mãe ache necessário um monitoramento mais detalhado, existem ferramentas gratuitas e pagas que podem auxiliar na monitoração e bloqueio de determinados conteúdos e/ou assuntos predeterminados. Procure sempre a ajuda de um especialista de confiança que seja ético, pois o mesmo deverá explicar o funcionamento da ferramenta (como ativar e desativar) e também deve garantir que nenhuma informação pessoal obtida através do uso dessas ferramentas será divulgada. Na dúvida, não use!
*Marcos Ferreira é especialista em segurança da informação e participou como convidado do Programa Papo de Mãe sobre Mães Blogueiras exibido em 21.08.2011.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Domingo o nosso papo é com mães blogueiras!


A conversa no Papo de Mãe deste domingo (21) será sobre MÃES BLOGUEIRAS. Esta nova geração de mães que descobriu na internet uma forma para se expressar, fazer amizades e trocar experiências sobre os assuntos relacionados à maternidade. 
No estúdio, Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem mães que criaram blogs para compartilhar dúvidas, histórias e dicas com outras mamães na rede. Além delas, também participam da conversa a psicóloga Vera Iaconelli, que vai explicar como funcionam essas experiências virtuais, e o especialista em segurança da informação Marcos Ferreira, que vai dar dicas para as blogueiras e para quem quer criar um blog.
Na vez do pai, Davi de Almeida entrevista o escritor e blogueiro Renato Kaufmann, que decidiu compartilhar com o mundo suas experiências quando soube que seria pai. Na reportagem de Rosangela Santos, vamos conhecer a Rede Mulher e Mãe, uma rede social virtual dedicada às mamães. E na reportagem especial de Anderson Vasco, correspondente do programa na Espanha, vamos saber como é a vida das mães blogueiras espanholas.
Após o programa, converse com a gente pelo chat no blog até às 21 horas. Durante a semana, acompanhe as nossas postagens sobre o tema. Siga o programa pelo Twitter (@papodemae) e pelo Facebook (Programa Papo de Mãe II). Assine o nosso Feed para receber as nossas atualizações e torne-se nosso seguidor. E para entrar em contato com a nossa equipe escreva para papodemae@papodemae.com.br.
Papo de Mãe é um programa imperdível para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço. Neste domingo, 21/08, às 7 da noite, na Tv Brasil













quinta-feira, 18 de agosto de 2011

PAPO DE MÃE INFORMA!

Cresce investimento em prol de crianças e adolescentes no País
Programa Empresa Amiga da Criança, da Fundação Abrinq - Save the Children, une centenas de companhias de todo o Brasil que juntas auxiliam mais 3 milhões de crianças no País
Os investimentos brasileiros em favor das crianças vêm crescendo nos últimos anos, tanto em números absolutos, quanto na relação criança/PIB. De 2006 para 2009, segundo dados do Fundo das Nações Unidas pela Infância (UNICEF), os gastos com os pequenos saltaram de R$ 28,9 bilhões para R$ 56,3 bilhões, o que representou uma elevação de respeitáveis 94,8%. Com relação ao PIB, a proporção saltou exponencialmente de 1,25% (2006) para 1,35%, 1,57% e 1,79% nos respectivos anos posteriores, até 2009.
A notícia é ainda melhor, levando-se em conta que população de crianças e adolescentes menores de 15 anos, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), vem diminuindo gradativamente desde o início da década de 1990, caindo de 52 milhões para 49,4 milhões em 2010.
Para cuidar dessa grande população, equivalente a cinco vezes o número de habitantes da Suécia, o setor privado tem dado a sua contribuição social investindo parte de seus recursos em iniciativas voltadas para esse grupo. Dados da Fundação Abrinq - Save the Children mostram que, em 2010, 945 empresas participantes do Programa Empresa Amiga da Criança investiram R$ 3.926.010.619,26 (quase 4 bilhões de reais) em ações sociais, beneficiando crianças e adolescentes em 315 municípios de 23 estados brasileiros.
Este ano, só no primeiro semestre, as empresas credenciadas ao programa já beneficiaram um total de 3.773.961 crianças e adolescentes, entre elas, Nokia, Nestlé, Copagaz, O Boticário, Kraft e Unilever. “As iniciativas de cunho social e ambiental fazem parte da política da Nokia e é com muita satisfação que participamos do Programa Empresa Amiga da Criança da Fundação Abrinq”, afirma Luiz Xavier, diretor de Sustentabilidade da empresa que atua ativamente no Projeto Mudando a História, que contribui para o desenvolvimento das capacidades leitoras de crianças de jovens de Manaus (AM), região onde os índices de educação são baixos.
“É fundamental contribuir, de alguma forma, com melhores oportunidades para os nossos jovens e colaborar na disseminação do Estatuto da Criança e Adolescente”, completa Xavier. É o que analisa também Juliana Nunes, diretora de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade da Unilever Brasil: “Termos o reconhecimento do Selo Empresa Amiga da Criança consolida o compromisso da empresa e reforça a parceria para a proteção e a promoção dos direitos da criança e do adolescente que permeiam toda a cadeia da Unilever ".
Quanto aos benefícios do valor agregado que a companhia britânica obtém com a chancela da Fundação Abrinq – Save the Children, Juliana garante que fazer parte da rede de empresas comprometidas com a situação da infância brasileira permite que a Unilever tenha acesso às melhores práticas de projetos nessa linha, aprimorando sempre suas iniciativas. “Poder contar com o auxílio de pessoas especializadas no tema é fundamental para garantirmos nossa maturidade em projetos de sustentabilidade”, completa.
Criado em 1995, o Programa Empresa Amiga da Criança da Fundação Abrinq – Save the Children incentiva corporações a investir em ações sociais e apoia a qualificação daquelas que já aderiram a essa ideia. Para fazer parte deste grupo é preciso aderir a dois itens: não explorar o trabalho infantil ou empregar adolescentes em atividades noturnas, perigosas ou insalubres; e promover ações sociais junto à comunidade.
As empresas credenciadas ao programa adquirem o direito de usar o selo Empresa Amiga da Criança, que valoriza a marca e a imagem da companhia. Afinal, segundo a pesquisa Good Purpose, da agência de Relações Públicas Edelman, 81% dos consumidores reconhecem as boas causas e estão dispostos a apoiar marcas e empresas que as praticam. Além disso, todas as participantes podem utilizar o selo em embalagens e materiais de divulgação e recebem subsídios técnicos para o desenvolvimento e aprimoramento de suas ações sociais.
Informações para a imprensa:  patriciamorgado@fabricadepalavras.com.br

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

DICA DE LEITURA: Coleção Crianças Famosas

Os livros da Coleção Crianças Famosas (Editora Callis) contam episódios da infância de grandes músicos, pintores, escritores e inventores da História Universal e do Brasil, mostrando sua genialidade precocemente revelada e aproximando-os do público infantil. Sucesso absoluto do mercado editorial brasileiro, o texto dinâmico e as belíssimas ilustrações já cativaram milhares de leitores no Brasil e no mundo. Fazem parte da coleção as histórias de  Aleijadinho,  Anita Malfatti, Bach, Beethoven, Brahms,  Carlos Gomes, Cartola, Castro Alves,  Chiquinha Gonzaga, Cecília Meireles, Chopin, Handel, Haydn, Leonardo da Vinci,  Michelangelo, Mozart,  Picasso, Portinari, Schubert, Schumann, Tchaikovsky, Toulouse-Lautrec, Villa–Lobos, Volpi,  Jorge Amado, Monteiro Lobato e Santos Dumont. Vale conferir!

---
PS: Quem perdeu o programa, pode conferi-lo aqui!

terça-feira, 16 de agosto de 2011

FILHOS ARTISTAS: Conheça o Projeto Guri!


Oi pessoal!
Quem assistiu ao programa deste último domingo deve ter se emocionado com a reportagem de Rosangela Santos, na qual conhecemos a história de Davi, o jovem músico de 18 anos, que frequenta as aulas do Projeto Guri, na periferia da cidade de São Paulo.
Com mais de 51 mil alunos distribuídos por todo o Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro. Desde 1995, oferece continuamente, nos períodos de contra-turno escolar, cursos de iniciação e teoria musical, coral e instrumentos de cordas, madeiras, sopro e percussão. É a principal ação coordenada pela Associação Amigos do Projeto Guri (AAPG), cuja missão é promover, com excelência, a educação musical e a prática coletiva de música, tendo em vista o desenvolvimento humano de gerações em formação.
Iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é atualmente administrado por duas organizações sociais ligadas à Secretaria de Estado da Cultura. Os 366 polos distribuídos em 310 municípios pelo interior e litoral do estado, com mais de 40 mil guris, são dirigidos pela AAPG, enquanto a gestão das unidades da capital, com 11 mil guris, é realizada pela Santa Marcelina Organização Social de Cultura. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural.
A AAPG atende crianças, adolescentes e jovens, com prioridade à população em situação de vulnerabilidade econômica e social, e tem como principais objetivos: fortalecer a formação das crianças, adolescentes e jovens como sujeitos integrados positivamente em sociedade e difundir a cultura musical em sua diversidade.
As empresas que queiram colaborar com a AAPG e contribuir para o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens podem usufruir de leis de incentivo fiscal como a Lei Rouanet e o Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem contribuir. Para mais informações, entre em contato com Mobilização de Recursos pelo tel. (11) 3862-3323 ou pelo site http://www.projetoguri.com.br/.
***
DICA DE HOJE
Vamos ajudar a Associação Amor Por Favor!
Caso não consiga visualizar, clique aqui.


segunda-feira, 15 de agosto de 2011

FILHOS ARTISTAS: Conheça o trabalho da AAPF!

Oi, gente!
O tema da semana aqui no blog do Programa Papo de Mãe é FILHOS ARTISTAS. Quem acompanhou o programa, pode conferir um delicioso papo com mães de crianças e jovens muito talentosos e as dicas de especialistas sobre como incentivar o talento natural dos filhos.
Como vocês já sabem, um dos principais objetivos do Papo de Mãe é a prestação de serviço. Por isto, gostaríamos de dedicar este post para falar um pouquinho mais do trabalho desenvolvido pela Associação Amor Por Favor (AAPF), projeto desenvolvido pela nossa especialista convidada, a artista plástica Vanessa Pedote.
Vanessa Pedote
O foco da AAPF é a Arte Terapia em crianças doentes, onde se concentra 90% do atendimento. Através de uma atividade aparentemente lúdica, o projeto visa melhores condições emocionais e, consequentemente, físicas das crianças atendidas.
A longo prazo, a melhora no quadro da doença é um dos principais objetivos. Hoje a AAPF atende cerca de 280 crianças anualmente. Atualmente, este trabalho é realizado no espaço das instituições: Hospital do Câncer A. C. Camargo - SP; Casa Ninho - SP; Fundação Gol de Letra - SP; GACC - BA; além das instituições atendidas pontualmente.
As Oficinas de Arte tem como objetivo ampliar a capacidade criativa do aluno e com isso desenvolver dentro dele recursos necessários para lidar com as questões do seu convívio social e familiar, além da inclusão social, a partir do momento em que lhe é apresentada uma cultura a qual não teria acesso.
Durante este processo nas oficinas de arte, tem-se o cuidado de observar possíveis talentos e, neste momento, há uma atenção especial voltada a este aluno, no sentido de incluí-lo no mercado de trabalho.
Conheça melhor a AAPF: http://www.amorporfavor.com.br/
***
DICA DE LEITURA
A autora deste livro, Patrícia Pinna Bernardo, também esteve presente em nosso papo!!!


sexta-feira, 12 de agosto de 2011

MEU FILHO É UM ARTISTA!!!

O Papo de Mãe do próximo domingo (14) vai falar sobre filhos artistas. Crianças que nasceram com um dom, um verdadeiro talento. Muitos dos grandes artistas entraram para o mundo das artes graças ao incentivo de seus pais. Mas como identificar um verdadeiro talento e como incentivar o dom dessas crianças da melhor maneira possível?
Para responder a essas e a outras perguntas, Mariana Kotscho e Roberta Manreza conversam com  mães de verdadeiros artistas e também com especialistas: a psicóloga e arte-educadora Patrícia Pinna, e a artista plástica Vanessa Pedote, que criou uma ONG para ensinar arte a crianças e jovens.
Após o programa, converse com a gente pelo chat no blog até às 21 horas. Durante a semana, acompanhe as nossas postagens sobre o tema. Siga o programa pelo Twitter (@papodemae) e pelo Facebook (Programa Papo de Mãe II). Assine o nosso Feed para receber as nossas atualizações e torne-se nosso seguidor. E para entrar em contato com a nossa equipe escreva para papodemae@papodemae.com.br.
Papo de Mãe é um programa imperdível para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço. Neste domingo, 14/08, às 7 da noite, na Tv Brasil.











Programa sobre Adultização - veja o vídeo!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

DICAS DE HOJE

LEITURA
A Descoberta do Brincar
 de Maria Angela Barbato Carneiro e Janine J. Dodge

PALESTRAS

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

UTILIDADE PÚBLICA: Disque 180 e denuncie a violência contra a mulher!

Confiram os vídeos da Campanha Mulheres e Direitos - uma realização da ONU em parceria com o Instituto Maria da Penha-IMP.


---->  Clique aqui e confira nosso arquivo referente ao Papo de Mãe sobre "violência doméstica", exibido em 14.11. 2010, que contou com a presença de Maria da Penha e convidados muito especiais.

domingo, 7 de agosto de 2011

ADULTIZAÇÃO: reportagem especial

Oi, gente!
O nosso tema esta semana é ADULTIZAÇÃO INFANTIL.
Para dar início às postagens, confiram a reportagem que o nosso correspondente internacional, Anderson Vasco, gravou com exclusividade para a gente!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

DICAS DE LEITURA


A especialidade oncológica e seu inerente caráter multidisciplinar é o tema desta obra, idealizada pelo Instituto Paulista de Cancerologia (IPC). A proposta dos organizadores foi abordar os diversos problemas enfrentados pelos pacientes portadores de câncer. Este livro contém 26 capítulos que esclarecem sobre a oncologia clínica, a cirurgia oncológica, a radioterapia, a fisioterapia, a nutrição, a odontologia, bem como a importância do fonoaudiólogo e do farmacêutico, a dor e a depressão, a psico-oncologia, a epidemiologia do câncer e os desafios dessa prática multiprofissional. Escrito para orientar médicos e estudantes de medicina, com uma linguagem clara e objetiva, também permite a compreensão pelo leitor não especializado que busca um esclarecimento mais amplo sobre o assunto.

***
O pequeno Elias tinha apenas três anos quando percebeu que seus pais andavam diferentes e preocupados. De supetão, entrou no banheiro enquanto sua mãe tomava banho e surpreendeu-se: Cadê seu outro peito? Sem entender do que se tratava, o menino aproximou-se da mãe que, carinhosamente, explicou-lhe o que acontecia. É uma bela história de amor entre mãe e filho que enfrentam juntos um tratamento de câncer de mama. O livro foi escrito a partir da história real vivida pela jornalista carioca Ivna Maluly.

***
Com distribuição gratuita, o livro traz discussões sobre questões atuais dos planos de saúde em vigor no Tribunal de Justiça de São Paulo, reunindo decisões e interpretações das leis referentes a tratamentos médicos, demandas relacionadas ao reajuste abusivo das mensalidades, entre outros. Para receber o livro basta entrar em contato com o escritório Vilhena Silva através do site http://www.vilhenasilva.com.br/.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Mães que tiveram câncer: artigo de especialista

OITO DE ABRIL, DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA O CÂNCER
* Por Renata Vilhena Silva

Dia oito de abril comemora-se o dia mundial de luta contra o câncer. Não há dúvidas quanto à relevância, para os brasileiros, do efetivo cumprimento do texto constitucional, o que serve, sobremaneira, de termômetro para a garantia dos direitos fundamentais, entre eles o efetivo direito a saúde.
Entre os doentes em estado grave, em tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), os pacientes oncológicos são os que mais sofrem com a imposição de empecilhos para perceber o eficaz acesso aos devidos tratamentos. Em que pese essa mazela, houve avanços: em junho de 2009, a sociedade brasileira acompanhou e participou, durante uma semana, de debates no Supremo Tribunal Federal, cujo intuito era refletir acerca do processo da judicialização da saúde.
No tocante às necessidades dos pacientes com câncer, felizmente o Supremo tem se posicionado, em diversas decisões, a favor deles, ou seja, tem cumprido seu papel de guardião da Constituição Federal, garantindo-lhes a assistência necessária. Sem embargo, infelizmente, só reclama o direito indelével de acesso universal à saúde quem tem informação. Os doentes graves mais humildes não têm ciência de seu direito. É nesse ponto que se encontra o grande senão do direito à saúde no Brasil.
Sem acesso aos códigos, à jurisprudência ou à própria Carta Magna, as pessoas carentes ficam apartadas dessa garantia. Acontece que, contraditoriamente, apenas aqueles pacientes que possuem prescrição de médico particular conseguem medicamentos de alto custo, fornecido pelas secretarias de saúde.
O profissional de saúde do setor público não prescreve medicamento de ultima geração que não conste na tabela do SUS, para tentar equilibrar o orçamento, pois entende que já houve disponibilização de recursos para o paciente atendido pelo colega da iniciativa privada. Ou seja, o paciente que obteve a prescrição, de forma mais rápida e precisa, pela iniciativa privada, logra adquirir o medicamento pelo Sistema Único de Saúde.
O paciente oncológico bem informado tem alta tecnologia a sua disposição, o que estranhamente não ocorre ao carente desinformado. A garantia de um acesso eficaz à saúde pelos pacientes com câncer deve começar com o trabalho do médico do SUS, que deve ser livre, confiando em sua formação para tratar de seus pacientes, sem medo de represálias, indicando, quando for o caso, o tratamento mais moderno que se encontrar disponível.
É de grande valia a conscientização dos médicos para a promoção de serviços de saúde sem limites aos mais necessitados. Devem prezar por uma medicina exercida de coração, cuidando da peculiaridade de cada paciente, sem ficarem presos a listas e protocolos. Enfim, deve-se desobstruir o caminho dos necessitados, para alcançarem a cura do câncer, enaltecendo-se, assim, o princípio mor de nossa Carta Magna, a dignidade da pessoa humana.
*Renata Vilhena Silva é sócia-fundadora do Vilhena Silva Advogados, especializado em Direito à Saúde, e autora da publicação “Planos de Saúde: Questões atuais no Tribunal de Justiça de São Paulo”. Participou como especialista convidada no Papo de Mãe sobre “mães que tiveram câncer”, exibido em 31.07.2011.
***
DICA DE HOJE: cinema
Mostra Infanto Juvenil do Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo.
Filme: "A menina metalinguística e o garoto melancólico"
Inspirado no poema "Teresa", de Manuel Bandeira, o filme narra a história de um garoto melancólico que tem três encontros casuais com uma menina chamada Teresa. A partir desses encontros, ele começa a divagar sobre a diferença entre a realidade e as imagens pré-concebidas que temos das coisas.
Direção e Roteiro: Guga Caldas.
Produção e Montagem: Samir Cheida.
Dia 28/08 - 17H00 - Cine Olido (Av. São João, 473 - Centro)
Dia 30/08 - 16H00 - Cinemateca - Sala Petrobrás (Lgo. Senador Raul Cardoso, 207 - V. Mariana)
Dia 01/09 - 17H00 - Espaço Unibanco Augusta (Rua Augusta, 1470 - Cerqueira César)

terça-feira, 2 de agosto de 2011

S.O.S. PAPO DE MÃE

Dr. Francisco
QUEM PERGUNTA: os telespectadores do Papo de Mãe
QUEM RESPONDE: Dr. Francisco Marziona, oncologista clínico do Instituto Paulista de Cancerologia (IPC) e do Hospital Pérola Byington SP, que participou como especialista convidado do Papo de Mãe exibido neste último domingo, 31.07.2011.
1. O que acontece dentro do corpo para que as células que eram boas passem a partir de algum tempo a ser malignas? Parabéns a todas as mulheres que superaram esse momento!
Dr. Francisco Marziona - Através de substâncias químicas inaladas ou ingeridas, através de estímulo intenso por hormônios, radiação ou de infecção viral, as células podem sofrer mutações. A partir deste ponto ou elas morrem ou podem continuar vivas e se tornarem cancerosas.
2. Gostaria de saber se é verdade que há mais chances de incidência de câncer após duas gerações do familiar que teve. Por exemplo, minha avó teve câncer, há mais probabilidade que eu tenha do que a minha mãe?
Dr. Francisco Marziona - Não. Quando existe história familiar a razão é sempre a mesma e não é obrigatório ter em todas as gerações; pode pular uma ou mais de uma.
----
DICA DE HOJE: Teatro
Em Agosto, o IVO 60 - http://www.ivo60.com.br/ -  segue com diversas atividades:
"Top! Top! Top!" - Sexta dia 5 às 20h;  Sábado dia 6 às 18h. Gibiteca Henfil do Centro Cultural São Paulo.
"O Menino que Fugiu da Peça" - Terça dia 16 às 9h30 e às 14h30; Quarta dia 17 às 9h30 e às 14h30. SESC Santo André. 
"Ópera de Sabão"- em setembro no SESC Santo André. 
"Dizer e não Pedir Segredo" - teatro Kunyn - direção Luiz Fernando Marques.  Sábados às 21h e Domingos às 20h. Curta temporada apenas durante o mês de Agosto
Treinamento de Palhaço - com Lana Sultani. Segundas das 19h30 às 22h30. Segundo semestre: a partir de 8 de agosto.
Inscrições em: contato@desajuste.com.br . Acesse também: http://www.desajuste.com.br/
O espaço também recebe propostas de ensaios e futuras temporadas para trabalhos com afinidade com a pesquisa do IVO 60. Compareçam, divulguem e divirtam-se!
Sobre o IVO 60:  O IVO 60 da Cooperativa Paulista de Teatro é um grupo originado em 2000 na Escola de Comunicações e Artes da USP. Desde o início busca refletir sobre a realidade brasileira com irreverência e bom humor circulando por diversos espaços, ruas, praças e teatros. "IVOé!" reúne os primeiros trabalhos do grupo, peças curtas e interventivas "Uma Revolução do Barulho" a partir de textos de Augusto Boal, "É de Menor!" a partir de textos de Jorge Amado e "Super Bacanas" criação do grupo sobre a violência nas cidades. Com o apoio do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo criou as peças "Gozolândia - uma farsa democrática" sobre eleições, o infantil "O menino que fugiu da peça", "Top! Top! Top!" a partir da obra do cartunista Henfil, "Sombras da Luz" fruto de pesquisa realizada no Parque da Luz (direção de Silvia Leblon) e "Ópera de Sabão", um questionamento das telenovelas e do próprio trabalho em teatro. Em 2010 o grupo comemorou 10 anos de atividades com a inauguração do TEATRO IVO 60, vizinho ao teatro de Arena.