Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Neste domingo vamos reapresentar o Papo de Mãe sobre AUTISMO!


O autismo é um dos mais intrigantes transtornos do desenvolvimento humano. Não é uma doença única, mas sim diversas delas, que têm em comum a dificuldade no contato social e um comportamento repetitivo.
E para atender aos pedidos de inúmeros pais que escreveram para a nossa produção pedindo que a gente fizesse um programa sobre este assunto - cada vez mais comentado e que gera tanta dúvida e angústia -, o Papo de Mãe deste domingo vai falar sobre AUTISMO.
Para ajudar no esclarecimento de dúvidas, Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem mães de filhos com diferentes graus de autismo e especialistas, entre eles o Dr. Estevão Vadasz, psiquiatra coordenador do Ambulatório de Autismo do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, a Dra. Renata Flores, defensora pública que atua na defesa dos direitos dos autistas, Priscila Spiandorello, nutricionista funcional, e Paiva Júnior, editor da primeira revista brasileira sobre autismo.
Na reportagem de Rosângela Santos, você vai conhecer ainda o trabalho da AMA – Associação de Amigos do Autista. Tem ainda a “vez do pai”com Davi de Almeida.
Após o programa, até às 21 horas, converse com a gente pelo chat aqui no blog. E, durante a semana, acompanhe as nossas postagens sobre o tema. Siga o programa pelo Twitter (@papodemae), pelo Facebook e pelo Orkut. Assine o nosso Feed para receber as nossas atualizações e torne-se nosso seguidor. E para entrar em contato com a nossa equipe escreva para papodemae@papodemae.com.br.
Papo de Mãe é um programa imperdível para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço. Neste domingo, 08/01, às 7 da noite, na Tv Brasil.












2 comentários:

Tiago Arruda disse...

Autismo também é papo de pai


Sabendo os sintomas é fácil ajudar

Aqueles que vivem num mundo tão só

Crianças autistas livrar do pior

Dar chance pra vida poder melhorar

Agindo bem cedo pra chance aumentar

E assim procedendo verás ao final

Vencer o trabalho trazendo ao igual

Os antes isolados sem interação

Garante o direito a todo cidadão

Cantando o autismo é mais que normal

Bem cedo as crianças demonstram sinais

Que algo com elas é pouco comum

Do mundo da fala estão de jejum

E nas brincadeiras evitam os pais

Se fecham no seu universo de paz

Isso representa um grande sinal

Que traz garantia de chance real

Pra outros sinais também observar

Sintomas se somam pra diagnosticar

Cantando o autismo é mais que normal

Sinal importante está na visão

Olhar sem destino, perdido no ar

Querendo na vida sentido encontrar

Porém há mais outros a ter atenção

Mexer-se bastante, com repetição

Repete… repete… etc. e tal…

Repete de novo e repete ao final

Faz isso também para se acalmar

Se autorregula pra não estressar

Cantando o autismo é mais que normal

Às vezes se bate, se fere demais

Parece até que não sente dor

Carece do mundo incentivo e amor

Mas sem falsidade, pois é perspicaz

Sentido seu ato quase nunca faz

Pra quem se diz ser um alguém racional

Que pensa agir de uma forma ideal

Não sabe entender o que passa na mente

Daquele que tem um jeito diferente

Cantando o autismo é mais que normal

Tem gente que acha que quase não tem

Pessoas com essa questão de saúde

Que fica parada sem ter atitude

Nascidos são quase 1 para 100

Esperam na vida poder ser alguém

Buscar as conquistas de igual pra igual

Lutando num mundo “preconceitual”

Meninas há menos. É 4 pra 1

Autismo é transtorno bastante comum

Cantando o autismo é mais que normal

Agora que sabe identificar

Já pode ajudar o sem informação

Que trata o autista como um sem noção

Para o tratamento providenciar

Acompanhamento e dedicação

Abril, dia 2, é internacional

Conscientização pra tornar tudo igual

Repasse adiante o que aprendeu

Falando pros outros, papel que é seu

Cantando o autismo é mais que normal

* Tiago Arruda é pai de Bruno, criança que convive com autismo

Paiva Junior disse...

Mais informações sobre os eventos do Dia Mundial de Conscientização do Autismo (e como você pode fazer algo na sua região) estão na página oficial do evento no Brasil: http://RevistaAutismo.com.br/DiaMundial