Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Papo de Mãe sobre violência doméstica


Neste domingo (23/01), vamos reapresentar o Papo de Mãe sobre Violência Doméstica - um assunto muito sério e triste, mas que precisa ser discutido.

No estúdio, Mariana Kotscho e Roberta Manreza recebem Maria da Penha, a mulher que deu nome à Lei criada para defender e proteger mulheres vítimas de violência. Além dela, a presença de Natália Just, uma jovem que há 21 anos luta para colocar na cadeia o pai foragido que matou sua própria mãe.

Vamos conhecer também as histórias de outras convidadas que vão contar o que passaram e como superaram a violência dentro de casa. E para nos orientar neste papo emocionante e emocionado, a juíza Vanessa Mateus, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de São Paulo.

Nas reportagens, Rosângela Santos mostra pra gente como é a rotina numa delegacia da mulher. Pedrinho Tonelada conversa com as pessoas nas ruas. E Davi de Almeida ouve a opinião dos homens na “vez do pai”.
Depois do programa, até as 21 horas, converse com a gente pelo nosso chat aqui no blog.

Papo de Mãe é um programa imperdível para quem vive as dores e as delícias da vida em família. Informal com informação. Emocionante. Interativo. E com muita prestação de serviço. No ar todo domingo, 7h da noite, pela TV Brasil.


Atenção, papais e mamães!
Embora o assunto seja de extrema importância e o Papo de Mãe seja um programa para toda a família, este programa sobre violência doméstica não é recomendado para as crianças. Portanto, pedimos que fiquem atentos a este detalhe. 
Para conferir as postagens sobre o tema do programa, cliquem aqui. Fiquem agora com a íntegra do programa:


2 comentários:

Luanna B. disse...

Parabéns pelo programa. Estou assistindo neste exato momento e como sempre, muito interessante. Nunca sofri nenhum tipo de agressão mas parabenizo a oportunidade dada à essas mulheres de poder tornar público esse aspecto triste de suas vidas, através do programa, para fortalecer as decisões de tantas outras mulheres. Acompanho a história da família Just e um dia, a Justiça será feita (só vemos até a curva, a estrada não acaba ali...). Deus é Justiça e a paciência, uma virtude. Força!

sonita disse...

por favor continuem ajudando as mulheres a tomar açâo!!!!!