Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil

domingo, 7 de novembro de 2010

Relação entre irmãos

Estudos mostram que, mais do que pai, mãe, maridos ou mulheres, os irmãos são a maior influência de nossas vidas... A falta de tempo dos pais, casamentos que são desfeitos e depois refeitos fazem com que, muitas vezes, os irmãos sejam as únicas pessoas que estão permanentemente ao nosso lado e nos acompanham, de fato, por toda a vida. Foi por este e outros motivos que o Papo de Mãe reuniu convidados muito especiais para tratar sobre este tema no último domingo.
De acordo com uma pesquisa do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, a ordem de nascimento dos irmãos teria relação com a personalidade de cada um. O primogênito, por exemplo, seria mais conservador e obediente. O caçula mais paparicado e relaxado. Já os filhos do meio acabariam tendo mais liberdade por serem menos cobrados e receberem menos atenção, o que lhes daria uma maior facilidade para tornarem-se líderes, já que desde cedo são obrigados a lutar por um pouco mais de atenção dos pais.
Coincidência ou não, fato é que, segundo estudos americanos, 40% dos dirigentes de empresas são filhos do meio. Para o especialista Mauro Godoy, isto se explicaria em razão do filho do meio ter um dia sido “promovido” de filho menor a maior, o que faria com que ele incorporasse este sentimento em sua personalidade e fizesse deste “progresso” uma busca para sua vida.
Para os pediatras ingleses, o número de irmãos pode influenciar até mesmo na escolha da posição de um jogador de futebol. Segundo um estudo, os goleiros e os zagueiros têm no máximo um irmão, enquanto os atacantes têm famílias numerosas. Eles são obrigados a aprender dentro de casa a correr para disputar a “bola”. Ronaldinho Gaúcho, por exemplo, é atacante e tem nada mais nada menos do que oito irmãos!
E o que fazer quando os irmãos brigam? Será que é bom deixar que se entendam ou os pais devem interferir? Na opinião dos especialistas entrevistados, a relação entre irmãos é importante justamente por ser um treino para a vida. Segundo eles, é competindo pelo espaço dentro de casa que as pessoas aprendem a lidar e a respeitar o espaço dos outros. Mas ao mesmo tempo, é bom que os pais ensinem seus filhos a resolverem os conflitos dando exemplos consistentes, a começar pela maneira como se relacionam como casal.
Enfim, este foi um breve resumo do nosso papo deste último domingo. Esperamos que tenham gostado. Não deixem de acompanhar o blog no decorrer da semana. Assinem nosso feed para receber as nossas atualizações. Sigam nossos perfis no facebook e no twitter. E para mandar sugestões, perguntas e relatos escrevam para contato@papodemae.com.br. Obrigada pelo carinho e audiência! Até mais!!!
ATENÇÃO: Últimos dias para votar no nosso blog para o prêmio Topblog. Clique no selo do concurso no topo da página. Depois, confirme seu voto por e-mail. Obrigada!!! 

Um comentário:

Profª. Vânia Almeida disse...

Oi,

Meu nome é Vânia e também sou finalista do Prêmio Top Blog, na categoria SAÚDE.
Vim te convidar para conhcer meu blog, o Cuidando do Corpo.

www.cuidandodocorpo.com

Se gostar, pode votar!
Obrigada e boa sorte, com ela seremos vencedores!

Vãnia Almeida
www.cuidandodocorpo.com