Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil

sexta-feira, 9 de julho de 2010

S.O.S. PAPO DE MÃE

QUEM PERGUNTA: Roberta Pontes, mãe.
"Gostei muito do programa sobre medo. Sugiro uma edição que trate especificamente sobre o "medo de dentista". Tenho um filho de 3 anos que quando tinha 1 ano e meio precisou levar alguns pontos na boca. Desde então, as visitas à dentista têm sido motivo de grande estresse para ele e para nós. Preciso de ajuda para lidar com tal situação. Parabéns pelo programa!"

QUEM RESPONDE: Especialista que esteve presente no programa sobre MEDO, Jaide Regra, psicoterapeuta infantil.
“Para medo de dentista podem ser feitas brincadeiras em casa (brincar de dentista). A criança pode imitar a dentista e usar uma colher para mexer na boca da mãe. Depois, invertem-se os papéis: a mãe é a dentista e a criança foi ao dentista. A mãe deve fazer brincadeiras muito agradáveis e descrever alguns comportamentos que a criança deve emitir na dentista. Pode-se fazer um combinado de ganhar estrelinhas, por exemplo, e ao final da brincadeira, se tiver bastante estrelinhas, enchendo uma fileira, ganhar um adesivo para colar e brincar... Assim, abriu a boca , desenha uma estrelinha; deixou passar um remedinho (um cotonete com água filtrada), desenha outra estrelinha e elogia a criança. Passou o "motorzinho", desenha estrelinha e elogia. Quando a criança não segue a regra a mãe diz: "Que pena agora não posso desenhar a estrelinha" e espera a criança seguir o combinado. Quando a criança estiver emitindo esses comportamentos em casa de modo prazeroso, a mãe pode combinar com a criança que irão à dentista fazer todas aquelas brincadeiras para o dente ficar direitinho, sem cárie. Pode brincar de estrelinha na dentista e ganhar um adesivo no final. Após situações repetidas em que a criança se comporte bem na dentista, não há mais necessidade de estrelinhas: só os elogios. Verbalizações sobre ser corajoso podem ser suficientes."

7 comentários:

Poesia do Bem disse...

No Mundo da imaginação

Tudo se cria
Tudo se inventa
Tudo é real
Felicidade plena
No mundo da imaginação a criança ri
Aprende
Diverte-se e emociona a todos e a si
Compreende a realidade de forma mágica
Fantástica!Abre os braços ao céu e voa
A música que os passarinhos cantam nela ressoa
E com ela dança, se encanta, se faz criança!
É na imaginação que a criança cresce
Um sonho bom aparece
E cresce dentro de sua alma
Sem imaginação ela não voa
Não sonha, não se move, não promove o bem
É no mundo da imaginação que se aprende também
E o seu reflexo reluz no mundo
Pois a imaginação na criança
É exercício pro amor e pra felicidade
Contos de fadas, músicas de ninar, e estórias da carochinha.
Faz da criança uma rainha
Princesa, bruxa talvez,
Diferenciar o bem do mal
O amor iguala-se a amizade
E assim no mundo da imaginação se planta a realidade
Mesmo que esta pareça tão dolorida
Só com imaginação a criança se torna cidadã preparada pra vida!


Paula Belmino

Poesia do Bem disse...

Oi estou gostando muito de ver sobre os medos e como trabalha-los, queria saber como fazer e ajudar Alice perder o medo de personagens que andam tipo turma da Mònica, Lilica, el adora, mas se aparecem andando e pra fazer foto nãoq eur, agora deu pra ter medo de ir no banheiro e de olhar para o quarto dela que tem uma boneca fada, daquelas que anda, e ai ontem dise : mãe vem me por no banhiero ai desconfiei e dise : vc tá com medo? ela respondeu sim da boneca.O que fazer?

Papo de mãe disse...

Oi Paula!
Por favor, encaminhe a sua pergunta para nosso e-mail para que eu possa encaminhar para dra. Jaide.
Beijos!
Clarissa

Anônimo disse...

MARAVILHO!Parabéns pelo BLOG, PROGRAMA...Td de muito bom gosto.

Anônimo disse...

Não terá mais reprises???
É UMA PENA!!!

Anônimo disse...

Queria assistir um programa com o tema: NÃO QUERO SER MÃE!
É POSSIVÉL?

Clarissa disse...

Anônimo, obrigada pelas suas palavras. Sugestões são sempre bem-vindas! Escreva para nosso e-mail contato@papodemae.com.br!
Grata pelo carinho!
Clarissa