Aos domingos, 15h30
Reprise aos sábados, 11 horas
Na TV Brasil

domingo, 25 de abril de 2010

PLANTÃO PAPO DE MÃE: por Mariana Kotscho

Queridas e queridos leitores deste blog e telespectadores fiéis do Papo de Mãe na TV Brasil.
Obrigada a todos pela audiência. Cada vez mais acredito que o nosso programa está cumprindo o seu objetivo: o de informar e prestar um serviço à sociedade.
A partir de hoje, também aqui neste espaço, vou (sempre que possível) bater um papo de mãe.
Todos os e-mails enviados a nós são lidos, respondidos e, quando necessário, encaminhados. A participação de vocês com comentários, sugestões, críticas e perguntas é muito importante para o programa. Seja aqui nos comentários ou pelo e-mail do nosso contato.
Aliás, graças a este e-mail e ao programa da semana retrasada sobre filhos desaparecidos acabamos de encontrar uma filha sumida há mais de 10 anos. Por questões de segurança, ainda não posso revelar detalhes desta bela história – mas em breve colocarei aqui uma reportagem.
E ATENÇÃO PARA A NOVIDADE!!! A partir de maio, o Papo de Mãe estreia em novo dia e horário: domingos às 19h00. Ótimo para quem andava sem opções de programação de TV no domingo. E melhor ainda para as mamães que trabalham e não conseguiam assistir durante a semana.
Conto com a ajuda de todos para divulgar o Papo de Mãe!
Um grande beijo,
Mariana Kotscho, mãe, jornalista e apresentadora do Papo de Mãe
---
PARA DESCONTRAIR...
Coisas que acontecem durante madrugada...
Outro dia Isabel me acordou às 4 da manhã para me fazer uma revelação importante: “ Mamãe , eu não sou mais a Branca de Neve. Agora eu sou a Uniqua”
Durante a madrugada duas criancinhas vão silenciosamente para minha cama. Eu só percebo quando sinto um xixi bem quentinho molhar minhas costas. Então pensei “Poxa se acordaram pra vir pra minha cama porque não passaram antes pelo banheiro?” Achei melhor procurar um sofá sequinho....

Pérolas do vocabulário infantil...
André: “ Mamãe , a Bebel me mordeu”
Bebel: “ Mamãe , eu não mordei o André”
E por aí vai: “ Mamãe eu já escovi os dentes”, “ Mamãe eu já se vesti”, “ Mamãe eu vi uma borboleta que tava morrida
Do João: “Tia Mari, eu sou imortável

Escreva abaixo o seu comentário sobre as surpresas durante a madrugada ou sobre o vocabulário das crianças. Alguns textos poderão ser lidos no programa!!!!
Por Mariana Kotscho,
mãe de duas meninas de 7 e 4 anos e de um menino de 2.

9 comentários:

Clarissa disse...

Antes que eu me esqueça, vou registrar aqui as palavras que o meu filho inventou quando tinha por volta de 2 anos:
TUPEPE = suco
DEDÉTI = triângulo
PAPATI = desculpa
Não faço a menor ideia de onde ele tirou essas palavras. Só sei que volta e meia quando ele aprontava com alguma criança e eu dizia para ele pedir "desculpa", ele falava "papati". Daí eu tinha que traduzir!!! rsrsrs
Beijos
Clarissa Meyer

Poesia do Bem disse...

Fiquei muito feliz elo encontro de um desaparecido orei muitoao ver ese rostos aqui e pelas mães e ses parentes.

Pérola do vocabulário da Alice

"Mãe esse cachorrinho não morde não! Ele só Lingua!(lambe)rsrrrsr
Ele me linguou!"

Estou muito feliz por ter encontado um programa na tv que faz tão bem, bjs

Orkut de nós 2!!! disse...

Um dia desses minha filha disse que queria brigadeiro,atendi ao pedido da pequena,quando estava pronto ela me disse que faltava as palmitinhas.Palmitinhas????Depois de muita conversa e um lapis e papel...descobri!!!Ela queria brigadeiro com GRANULADO...Onde ela tirou palmitinhas so Deus sabe!

Clarissa disse...

Eu adoro as conclusões!!! O meu tinha 2 anos quando chegou a seguinte conclusão: "papai é quente, mamãe é gelada". Eu caí na risada porque não deixa de ser verdade: eu sempre sinto muito frio e minhas mãos estão sempre geladas. Já meu marido é o contrário...

Carla Soraya disse...

Lindas, indiquei um selo de blog pra vocês.

Heloísa Vianna disse...

muito legal a coluna, Mari!

as pérolas que as crianças soltam todos os dias merecem registro mesmo, pois são muitas, e os pequenos sempre se superam, é incrível!

a última da Ana, minha filhota de 4 anos, acordando perdidona de uma longa soneca vespertina: "hoje ainda é ontem?!".

sugestão de pauta para próximas colunas (mandei email para você a Clarissa sobre o assunto) ou mesmo para os programas:

segurança no transporte. bebê conforto, cadeirinha, booster... como usar, o que pode, o que não pode, o que muda com o início da fiscalização do uso obrigatório?

o assunto está cada dia mais em pauta e as mães têm levantado dúvidas e questões importantes, de quem lida diariamente na prática com isso.

se precisar de material sobre o tema, posso ajudar.

beijos,
Helô Vianna.

Celina disse...

acompanho vocês a pouco tempo mas já gosto muito!!
Tenho um filho que fez 4 anos ontem e outro de 1 ano e 7 meses.
O mais velho fala demaaaaaaais e super e o mais novo só fala o que ele precisa, tete, agua , papa e essas coisas!!!
Um domingo saimos pra passear e levei algumas guloseimas no meio do caminho o Vitor (mais velho) me pediu um marchinelo (marshimellow)... rsrs uma gracinha!
na rua de casa... nooooooooossa um pinguim... não filho é uma pomba, não pai eu sei que é um pinguim não tenta me enganar!!! rsrs

Thelma Torrecilha disse...

Eu adoro essas frases de crianças. O Gabriel, 2 anos e 5 meses, está bem na fase do eu comei, querendo conjugar os verbos. Mas, sábado, mamãe e pai enrolavam na cama enquanto ele brincava. De repente, um barulhão, mas não nos preocupamos com a queda de um brinquedo. Ele começou: "caiu" Aumentou o volume: "caiu!" Aumentou muito o volume e, silábico, foi mais enfático: "ca-iiiiiiu!!! Ninguem tá ouvindo?" Arrancou os pais da cama às gargalhadas...

Neda disse...

O vocabulário é uma das coisas mais engraçadas do Guilherme. As recorrentes são:
"Eu sabo"
"Eu cabo"
"Me da-me"

Xixi na cama dos pais é um clássico!
Bjs